Do tempo do Onça

Esta página veio de um manual da Popular Mechanics, de 1952, intitulado “All about your car”. Aposto que os estimados Chico e Luiz Sampayo tinham um na cabeceira, quando meninos! ;)

Sensacional o método de alinhamento sugerido. Por acaso, piadas a parte, alguém já fez ou viu isto ser feito? Só curiosidade. É que têm tanta coisa que pode influenciar isso…

Via H.A.M.B.

Anúncios

5 comentários sobre “Do tempo do Onça

  1. Francisco José Pellegrino disse:

    Bons tempos, havia aqui em Sto.André nos anos 60 uma divisão da Pirelli, ótimamente equipada, que atendia os consumidores para balancear e alinhar as ronhas daquela época….com hora marcada ! era o pessoal que trabalhava para a Divisão de Competições da fábrica….outros tempos, hj os carros não tem mais problema, eu me espanto quando preciso frear forte o Camaro (o bicho tem freio a disco nas 4 rodas), foge para todos os lados, insiste em querer fugir das mãos, soluções existem e custam caro, novas suspensões dianteiras com bandeijas tubulares, amortecedores reguláveis, suspensão traseira modificada sem aquelas criticas molas semi-elipticas……………..e principalmente VERGONHA NA CARA DOS GOVERNANTES PARA TERMOS UMA CIDADE MENOS ESBURACADA, ANDO EM MÉDIA 120 KM AOS DOMINGOS E O SOFRIMENTO NESTAS PLAGAS DE SÃO PAULO E DA GRANDE SÃO PAULO É TERRÍVEL…os carros novos não sofrem pois as fábricas já os constroem para estas condições….mas o Camaro é um sofrimento só.

  2. Leonardo Grecchi disse:

    E eu que tive rodas de magnésio (liga mesmo, não são fajutas) da Scorro? Consegui desfrutar 2 anos e só…

  3. Carros Antigos disse:

    É, mas isso aqui é um país corrupto que desvia dinheiro de infraestrutura para as negociatas dos seus gestores. Qual a novidade? Vamos falar de carro antigo, Chico, por favor? ;)
    Ademais, temos o raro prazer de andar com carros antigos em estradas de antigamente, tal qual eram no início dos anos 20 quando o Washington Luís afirmou que governar é abrir estradas. De fato, ele abiu várias. Como daí em diante ninguém mais fez quase nada digno de merecimento, força é reconhecer que desde então ninguém mais governou esta república! ;) Cambada de f#!~!

    Chico, conta aí, qual corda tu usava pra alinhar as rodas dos Willys? Sisal mesmo ou já era nylon? RSRSRSR!

  4. Nanael Soubaim disse:

    O método é funcional. Se o sujeito tiver uma boa expertência, paciência, bons olhos e passar um pouquinho de graxa (acima de 80km/h qualquer diferencinha transforma o carro em um massageador) na argola, fica perfeito.

  5. Luiz MSampayo disse:

    Nikollas, vc acertou qd relaciona tempo do onça e a suposta preferência literária de quem apreciava e precisava praticar debreiagem dupla. Contrariando exemplos que atualmente vem ateh do topo de nossa pirâmide, ainda prefiro me alinhar aos que respeitam toda palavra escrita, das remotas escrituras à Era Internet, passando por aí a sabedoria contida na citada Popular Mechanics e similares. Publicações essas, cuja maioria adquirí casualmente por troca de mt Gibí nos 50s que leio, releio e zelo na mesma consideração como o faço com os velhos volumes dos renomados JAlencar, MAssis ou JVerne. – A forma de balanceamento relembrada, eh simples, eficiente e mtmo antiga…mas para zerar haja paciência, como a de um italiano e competente motorista&mecânico que tive o previlégio de mt ver e ouvir de suas habilidades profissionais. Fraterno Ab

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s