Micro-férias

Cheguei ontem da roça, do meu Monte Verde, depois de 4 dias à toa, coçando as costas com bucha de metro e também comemorando meu aniversário com um churrasco daqueles. Lá não temos estas coisas como celular nem internet, e o telefone ficou enguiçado boa parte do tempo. Cheguei ontem em casa, apertei o celular e o primeiro email foi do amigo Navarro Zonta, me cobrando notícias pois estava preocupado. Caramba, dei mancada, pelo visto podia ter avisado. Zonta, tá tudo em paz. Comi traíra, piau, costela no bafo, picanha das amarelinhas, pesquei como Tales, andei descalso na lama com Beatriz e ainda trouxe comigo dois carrapatinhos que, enquanto escrevo, me preservam a saudade do cheiro de mato e curral de leite. Tudo em paz, Zonta.

A propósito, vi que tenho uns 10 emails do Zonta para ler e publicar ainda. É assunto para hoje à noite, colocar tudo no ar, pois ainda tenho mais dois dias de merecidas férias.

Anúncios

9 comentários sobre “Micro-férias

  1. Francisco José Pellegrino disse:

    Eu tb estranhei a ausência, mas como estamos em Julho pensei comigo: o Indigitado blogueiro amigo deve estar em férias com a molecada…..bom retôrno. Parabens pelo niver e grande abraço.

  2. Nanael Soubaim disse:

    Estranhei a ausência, mas foi por uma boa causa. Faz anos que não tenho férias que mereçam o nome. Quanto ao isolamento, conheço a sensação. Onde nasci, a rua da casa em que morei ainda era passagem de boiada, o desn[ivel chegava a quase um metro, trator era carro de passeio e não havia uma casa sequer sem uma árvore frutífera.

    Ah, sim, feliz aniversário, que o teu museu particular se realize e dê lucro.

  3. Romeu disse:

    Primeiramente parabens pelo aniversario e pela escolha do tipo invejável de férias.
    Se comeu tudo isso mesmo, deve ter engordado um bocado.
    Portanto, o ideal agora é queimar calorias blogando até de madrugada, postando fotos principalmente.
    Que tal começar já?

  4. Irapuã disse:

    Entonces, Happy Birthday!!!
    Acho bom começar a recuperar o tempo perdido, estamos anciosos depois de uma semana de “secura”….
    Ah!, fiquei preocupado esse negócio de bucha de metro nas costas!!! Você é alma sensível e não deve permitir que uma coisa dessas se repita…
    Um grande abraço.
    Irapuã

  5. Leonardo Grecchi disse:

    Coçando e comendo churrasco, deve estar cheio de butano nos intestinos pra rodar no Ford 51…

  6. Leonardo Grecchi disse:

    Corre o risco de levar alguém pra passear e, quando passar num buraco ele larga sem dó: próoo-po-po-po-popóooooo. O carona vai perguntar: é 2 tempos esse seu carro? O roncado é igualzinho do DKW do meu avô, mas acho que a gasolina está estragada!

  7. Carros Antigos disse:

    Irapuã, a bucha de metro é… ah, deixa pra lá que isso pegou mal pacas! KKKK!
    Guilherme, o meu Monte Verde fica aqui no Rio, não é o de vocês aí, aquela cidade igualmente linda. O meu é rural mesmo, roça, vila pequena mesmo, no meio do nada e perto de lugar algum! Ou seja, ainda melhor para se esconder!
    Grecchi, bem, depois a gente conversa! ;)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s