Tesouros bem guardados.

Vou repetir a história tal qual foi contada pelo protagonista, um sujeito de sorte, um abastado colecionador de Corvettes e outras máquinas.

Na região em que ele mora, nos EUA, sempre se falou da história do senhor que guardava raros Corvettes em um celeiro. Por anos ele investigou aquilo sem sucesso; ora alguém dizia ter visto a tal fazenda, ora alguém dizia que os carros estavam em um galpão, na cidade. E assim terminaria a história se, por um desses acasos do destino, um dia o telefone dele não tocasse e um amigo dissesse aquilo que ele sempre perseguiu: é verdadeira a história, os carros existem e estão à venda. O tal celeiro existia, afinal, e ficava a apenas 20 milhas da casa dele.

Lá chegando foi recebendo por um sujeito na casa dos seus 40 que, impaciente, lhe pergunta o que quer. Ele menciona o telefonema e que está ali para ver os carros. O sujeito respira fundo e vai chamar a mãe. A senhora, mais cordial, conta que os carros foram uma sugestão de investimento do irmão de seu marido, muitos anos atrás. O esposo é idoso, com 86 anos e sofre de Alzheimer. Por este motivo, a intenção é vender os Corvettes, apurar uma boa grana e se mudarem para a cidade, talvez o sul da Califórnia, de onde vieram anos antes trazendo os 7 Vettes. Pelos documentos, o comprador vê que o último foi dirigido em 1985 e dois foram vendidos anos antes. Ainda assim, é um achado e tanto, ele deve ter pensado: afinal, não é todo dia que se encontram 2 Corvette 1963 Split Window, 2 coupês 1967 e um 1956, que foi registrado pela última vez em 1974, guardados, bem guardados, ao lado de casa.

Eis, portanto, os lendários carros de celeiro de que tanto sonham e falam os privilegiados norte-americanos.

corvettes_perdidos_01corvettes_perdidos_02corvettes_perdidos_03download

Acima, o Corvette 56. Isso aí em cima dele é cocô de coruja mesmo. Muito inteiro.

Abaixo, o amarelo 1967, 46 mil milhas, 327, 300hp, a/c, automático, power windows…

download-1download-3download-2

Abaixo, o segundo 67 prata, com pintura original de fábrica, 57 mil milhas, motor 327, 4 marchas, power windows e mais um monte de coisinhas legais que a fábrica colocou dentro…

download-4downloaddownload-1

Agora o caldo fica grosso. Eis o primeiro 63 split window, vermelho mas originalmente silver blue. Motor 327, 250hp, lista completa de opcionais. Inclusive lindas rodas Kelsey Hayes, já tinha ouvido falar? Eu não, mas adorei estas Magnum, quero quatro!

downloaddownload-1download-2

Agora o 63 split window verde, que na verdade era tuxedo black, e que ainda veio com FI no motor de 300hp. Absurdo.

downloaddownload-1download-2

O mesmo Corvette verde agora do lado de fora,  com o 56, vendo a luz do sol pela primeira vez em anos.

downloaddownload-3

O comprador dos Corvettes é o Charley, ao centro na foto abaixo. Ao lado, vovô e vovó investidores liquidando suas posições no mercado. Cena que nunca mais se repetirá.

download-1

Ops, isso merece um desconto, não? Volte, Charley, eles te enganaram!

download-2

Abaixo, os Corvettes, reunidos à coleção do Chrley, dois dias depois. A negociação foi rápida, donde presumo que ou vovô e vovó pediram barato, o que é impossível, ou então Charley estava com a carteira bem servida. Pelo galpão dele, o que acha?

downloaddownload-1download-3

Acima, admire as rodas Magnum que vieram com o 63 vermelho depois de limpas. Lindíssimas, não? Abaixo, na mala do 56 veio de brinde uma rara caixa powerglide.

download-2

Abaixo, um mês depois de comprados e bem mais limpos, dá para ver o que de fato são os carros. Que tal?

download-5download-2download-1download

Mais um mês e Charley comprou umas peças aqui, um lote acolá, e está montando seus Corvettes com acessórios e peças originais de época, como deve terminar todo conto de fadas. Igualzinho aqui: entre no eBay e pronto!

download-1download-2download-4download-6

Abaixo, o 67 prata com suas peças no lugar, limpo e cheiroso. Olha o estado em que estava este carro! Com a pintura original ainda!  Bárbaro!

download-8download-9download-10download-11

É por isso que eu não gosto dos meus vizinhos, nenhum deles têm um Corvette guardado para mim.

Depois destas fotos o Charley continua mostrando mais outras dos detalhes dos carros, mas isso é chato. O legal é participar da descoberta de um tesouro como este.

Definitivamente, minha vocação é ser voyeur de carros antigos! ;)

About these ads

12 ideias sobre “Tesouros bem guardados.

  1. Mário Buzian

    Nik,

    Essas imagens tiraram o meu sono…Ando viajando bastante pelo interior do RS,mas confesso que seria muito improvável achar alguém que tenha uma Vette (quanto mais sete !!!!) bem guardadas por aí…
    A única 63 Split que eu vi na vida estava no Museu da Ulbra,e eu levei quase uma hora pra tirar os olhos dela…É uma rara Tuxedo Black com motor 327,essa também tira o meu sono até hoje,hahahahahha !!!
    Espero que um dia eu ache algo lá no Uruguai ou Argentina…
    Grande abraço do Sul,guri !!!

  2. maxwedge

    Se eu achasse apenas um único Charger R/T ’68 já seria o suficiente pra mim… =)

  3. Carros Antigos Autor do post

    Vocês dois só querem moleza, hein? Achar um Corvette e um Charger? Só? Bom, vocês merecem.
    Mário, cuidado com essa moto! Outra coisa, achando um Ford 49 ou 50 me avisa? Por favor?
    Abraço e sorte para os dois! ;)

  4. Justacarguy

    Wow. I repeat wow, since I can find no words to describe how incredible that find was.

    Can I repost some of those, Nik?

  5. fabio rocha

    isso que eu chamo de garagem completa , adoraria fazer parte da equipe de restauraçao , mas antes tenho que acabr uma rural 64 2 f 100 74 e 75 e 3 bicicletas monark rsrs.. nem se compara com o que vimos a sima .. abraço aos amigos restauradores e adoradores..

  6. MM

    Parece que noticias de galpoes estao ficando cada dia mais abundantes… vou comecar a investigar os galpoes perto de casa… quem sabe voar de helicoptero e descobrir algo…rsrsrs… mas por enquanto vou cuidando da minha garagem…

  7. Luiz

    Tenho um amigo aqui em Brasília que tem uma split window Saddle Tan com interior da mesma cor. É uma 327 300HP e caixa Muncie (4-speed). Ao dirigir o carro, entendi porque a linda janela traseira com coluna central só durou um ano: atrapalha a visibilidade.

  8. mazinho

    Eu tenho um vizinho, amigo, que tem 3, um 1961 vermelho, um 1963 split window branco e um 1973 stingray conversível amarelo. Os carros estão aqui em Criciúma, Santa Catarina. Quem vier ao XIII Encontro de Veículos Antigos de Criciúma nos dias 25,26 e 27 de setembro poderá ve-los entre os mais de 200 carros que estarão expostos.

  9. antonio cabral

    maravilhado com essas preciosidades!!!
    parabens ao novo dono, e aos donos anteriores pelo zelo!!!
    fiquei encantado!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s