Plymouth, 1937

Quando no outro post, todos foram capazes de enxergar um Ford 46 na vitrine, exceto eu, vi que preciso de novos óculos.
E me lembrei de algumas fotos de vitrines em que, efetivamente, se pode ver alguma coisa através delas!
Ira, sim, existe a foto que você pensou, mas vai com os anúncios de jornais que estamos pesquisando e ainda não organizei.
Por enquanto vai esta, um zoom em um dealer Plymouth em 1937, que foi um ano mui importante para estes Mopar encantadores e sempre charmosos.

A brochura da época, que traz as mesmas ilustrações que vemos no cavalete, podemos ver aqui e aqui.

No Allpar.com existe uma página inteira dedicadas aos Plymouth deste ano, aprende-se um pouco lendo o artigo deles.

O vídeo promocional está no Youtube.

E todos os modelos, especificações e etc. dos Plymouth 37 estão aqui.

2 comentários sobre “Plymouth, 1937

  1. Irapuã disse:

    Sou sincero, nunca me entusiasmei pelos carros do final dos anos 30 e início dos 40, à excessão dos Ford. Talvez mais pela identificação com os motores V8 flathead.
    Mas nada como uma publicidade bem feita! Esse filme me mostrou detalhes desse carro que não conhecia e que são altamente atrativos para um antigomobilista (ou “antigomotorista” como eu) como as janelas laterais com o vidro recolhendo e levando consigo a coluna com pestanas de vedação dos quebra-ventos. Ou mesmo a abertura do parabrisas, comum na época. Meus 1,94m sonham em sentar num banco traseiro e poder cruzar as pernas!
    Se as propagandas dos carros atuais fosse direcionada mais aos produtos e menos ao que eles podem representar…

    Quanto à foto: algum dos amigos especialistas se atreveria a identificar o modelo refletido no vidro da vitrine? Poderia ser um novíssimo exemplar do modelo 1937 exposto, mas com a configuração “De Luxe coupé” ou “De Luxe Rumble seat coupé” como mostrado no catálogo? Que bonito perfil! De deixar os ‘rodders’ de nossos dias pensando em voz alta.

    Impossível também não notar o prédio encravado no grande barranco. Definitivamente eles não poderiam criticar as constuções encontradas nas encostas do Rio de Janeiro ou Petrópolis. Ressalvadas a precariedade de algumas de nossas construções em algumas daquelas áreas, é claro.

    Parabéns pelo divertido, ilustrado e instrutivo post! Digno de grande ‘educador’ para o movimento antigomobilista. Não creio existir blog com estas características em toda internet, o que faz deste espaço visita obrigatória a todos os interessados no assunto..
    Quando o Nik resolve fazer pesquisa a coisa nunca é superficial.

  2. carrosantigos disse:

    Ira, nao exagere.
    E concordo contigo. Foi depois que catei essa foto que eu fui pesquisar sobre os Plymouth do pre-guerra e me entusiasmei com eles, assim como você. Aqui em Niterói temos o 39 do Seu Izak e, em que pese ser outro estilo de frente, temos todos que ter, por reverencia ao amigo e eterno promotor do antigomobilismo, carinho especial pela marca. Que sempre me fascinou pelo seu emblema.
    A pagina do Allpar é sensacional. Aqueles caras, como todo dogeiro fanático, sao muito comptetentes para contar historias completas.
    E te digo que, ao lado dos Ford por conta do mesmo motivo que o seu, os Mopar pré-guerra tem me entusiasmado cada dia um pouco mais. Veja o caso do De Soto 40 assim como os Chrysler. São um conceito coeso distribuído em três grandes marcas, entre ela os Plymouth.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s