O Baú do Daniel da Roadmaster – 1

Quase três anos atrás, passei pela oficina do Daniel da Roadmaster, aqui na Rua do Senado no Rio, pra jogar conversa fora e ver os grandes auto que sempre se vê por lá. Tinha clientes ali perto, e por aquele ano isso foi mais ou menos frequente, visitar o estimado “Mão Santa”.

Daniel é muito conhecido aqui no Rio e querido por muitos. Com um círculo de amizade tão grande e uns 30 anos dedicados à mecânica automotiva, imagine o que sobra de histórias para serem ouvidas por lá.

Pois bem, nesse dia eu perguntei: Daniel, com tanta viagem pra cima e pra baixo, frequentando os maiores encontros do Brasil, tu não têm umas fotos aí pra gente ver? Ele sorriu daquele jeito curto que lhe é peculiar e puxou uma caixa, com uma cacetada de álbuns! Minhas pupilas dilataram e no instante seguinte saí eu, fiel depositário daquelas fotos, que deveriam ser escaneadas e prontamente devolvidas, como foram. Eu acho que eu já tinha o blog aqui na época, mas por motivos mil, até agora eu não tinha me ocupado de publicá-las. Ei-las.

Mas advirto você do seguinte: as fotos estão fora de ordem, tanto cronológica quanto dos eventos. Em linhas gerais, em cada post (serão vários…) você verá fotos do final dos anos 90 de Águas de Lindóia, São Lourenço e do Forte de Copacabana. Nelas, autos únicos, de colecionadores antigos e celebrados em todo o Brasil, selecionadas pelos olhos do Daniel e quem o acompanhou nestas viagens, como o Aníbal, entre outros que ele mencionou. Em alguns casos os autos já não se podem mais admirar com tanta facilidade por aí, eis o barato das fotos.

Como não sou dado a legendas, cada um garimpe o que preferir e deixe aí suas impressões e comentários sobre esta época do antigonobilismo brasileiro que se fortalecia, fértil de entusiasmo e orgulho.

Um detalhe que me bolina a vaidade: na foto aqui ao lado, que veio lá do blog do seu amigo Mahar, o Daniel com a camisa do 1º Encontro do Dodge Clube Niterói, que nós organizamos por aqui em 2005 e ele compareceu com seu lindo 72 automático. O motivo do orgulho? É que ele sempre que pode usa a camisa e, afinal, fui eu quem desenhei aquela estampa ali. Salve, Daniel.

Anúncios

4 comentários sobre “O Baú do Daniel da Roadmaster – 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s