STANDARDIZD

Ano passado, já pensando na oportunidade de colocar o Ford em dia, um dia, comprei diversas peças, sendo um lote de um senhor de Blumenau, Santa Catarina. Confesso que comprei as peças como acessório ao que mais me interessava naquele lote, qual seja, dois livros. Um era o guia de restauração dos shoebox, publicado pelo Early Ford V8 Club of America, a bíblia do assunto quando se trata dos Fords 1949-51. Outro era um exemplar da revista Collectible Automobiles, a melhor do ramo, dedicado justamente a estes Fords. Após tanto tempo reunindo livros sobre este período e automóveis, confesso que essa revista ainda têm o frescor de uma pesquisa inaudita, conforme a matéria publicada em 1996. Mas, além dos livros vieram diversas peças, algumas que me foram úteis, entre elas a de um condensador que, de especial nada teria não fosse a embalagem. Hoje, feriado de proclamação da República, fui organizar a bagunça de semana passada e, entre um saco de lixo e outro, me deparei com esta embalagem vazia. E parei para admirar sua simplicidade e dignidade. Um desenho limpo, antigo e que por isso resolvi clicar sobre um dos manuais do Ford que guardo no meio da bagunça. Charme puro esse desenho de embalagem.

Anúncios

6 comentários sobre “STANDARDIZD

  1. v8andvintage disse:

    Nik:

    Tenho 2 volumes de service manuals americanos, cópias, encadernados espiral, que gostaria de dar a você.
    Na época achava que iria trabalhar com automóveis e acabei acumulando algumas coisas, que hoje são somente peso na prateleira. Acho que esse tipo de informação deve ficar com quem usa, desfruta e merece…
    Retorno ao RJ somente dia 22dez e fico até 4jan. Precisamos combinar de te entregar pessoalmente. Infelzimente não tenho como mandar pelo correio, pois estou em BH e o material não foi separado por mim no RJ.

    Forte abraço!

  2. Irapuã disse:

    Outros tempos, românticos, onde o marketing/publicidade eram direcionados à credibilidade e confiabilidade da marca ao invés de vender ‘estilos de vida’. Hoje vende-se carro que sobe em morro e acaba no alto de um prédio. Não me parece um bom motivo para comprá-lo…
    Também tenho o hábito de admirar (e guardar) algumas embalagens antigas. Latinhas de lubrificantes, caixas de charutos que pertenceram a meu Pai, e até um ‘litro’ de óleo. Isto mesmo, embalagem de vidro de ‘one quart’. Meu quartinho até parece “casa de rato trocador”, como dizia ele.
    Em tempo: interessei-me por esse seu manual, rsrsrs
    Grande abraço.

  3. Elisandra da Costa disse:

    Meu pai teve uma loja de peças e acessórios para carros na década de 70. Ele ainda possui uma grande quatidade. Se alguém tiver interesse entre em contato pelo e-mail: elisandradacota@gmail.com.
    Obrigada.

  4. v8andvintage disse:

    Irapuã:

    Pela facilidade de acesso, darei ao Nik e vocês podem combinar de trocar manuais ou cópias, se desejar. Fique à vontade!!!

  5. Nik disse:

    Claro, o Ira sabe disso. Não guardo nada, o que tenho de informacão passo adiante.
    Grecchi, desde já agradecido. Faremos bom uso.
    Ira, tira uma foto dessa lata de vidro, véio! Que coisa chique deve ser isso. Nunca vi uma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s