A ressureição do 51

A semana passada foi pra lá de boa para o 51. Ganhou freios novos, o gauge de instrumentos do painel foi restaurado pelo Eugênio e os freios estão numa condição de fábrica, novos e perfeitos. O mais importante contudo foi refazer a elétrica do carro. Que não era original nem ruim mas, em algum momento recente da vida dele, foi gravemente danificada pela instalação de um alarme por uma besta quadrada qualquer. É mole?

Ano passado o mesmo Eugênio restaurou dois carburadores para mim. O que estava nele e outros três deram origem a um em ótimo estado e outro em bom estado. O que veio nele estava com a base empenada, folga na entrada de vácuo, eixo com folga, uma porcaria. Eu fui instalar o rebuild no Ford e pedi ao Tales que virasse a chave, pois eu iria acelerar direto no lá no bura, pra ver se não vazava e se injetava direitinho. Tales vira uma vez e me diz: ‘papai, tá saindo um fogo aqui embaixo do painel!’ Corro pra bateria e consigo ver ainda o resto da fumaça saindo de um curto, justamente próximo ao gauge do painel. Ali, pra se ter uma idéia, conviviam fios de pano da época dos 6v e fios recentes, cada um de uma cor, e sem isolamento algum. Desliguei o carro ali mesmo e só fui virar o motor novamente sexta feira passada, mais de um ano depois. Não adianta, não dá pra pular etapas. E aqui no Rio, meu amigo, não temos eletricista pra isso. Se temos, ainda não conheci. Daí que eu tive que importar o gaudério numa semana em que ele estava disponível pra me ajudar com isso. E o melhor score de tudo foi termos conseguido zerar a elétrica. Putz, que satisfação.

Uma dica que se mostrou muito acertada e que o Eugênio recebeu do Chris, o cérebro por trás do Shoeboxford.com, foi sobre como instalar manômetros do painel de um auto originalmente 6v em um sistema já convertido para 12v. Resolvemos isso comprando em casa de eletrônica resistências que foram conectadas aos fios do óleo, gasolina e temperatura. A especificação delas se não me engano são 1,5 A e 5 Ohm, salvo engano. O amperímetro não precisa e o resto funcionou bem, exceto pela bóia de gasolina, que está ferrada. Mas o painel está lindo, iluminado, pena que só tenho foto do cluster aqui agora.

Essa argola vermelha aí era default em todo 51, mas o meu cluster, ao contrário do resto do carro, foi judiado além da conta. A argola deu lugar a um ponteiro moderno, pintado de vermelho que, empenado, só marcava até uns 60 km/h. Estão explicadas as multas. Olhando pra esse cluster, que eu acho simplesmente muito bacana, me pergunto se eu não comprei o shoebox por causa dele. Além disso, colocamos o volante novo depois de pintar a tela dele, fico devendo foto. Esse volante que entrou foi o de meio aro da buzina, próprio dos 51 fabricados a partir de junho de 51. Antes, eram com o aro inteiro, que não é feio.

Ainda deu tempo de instalar o novo setor de direção. Com muuuuuito menos folga que o original, quase nada. Aproveitamos e instalamos as buchas do trambulador, que eu tinha em casa por sorte e o carro não, por falta de sorte. Agora a alavanca é firme, sem trepidação e folga pra acionar a caixa. Belezinha.

Do que havíamos, com muito otimismo, nos proposto a fazer na semana passada, ficou faltando substituir a caixa de marchas e disco de embreagem pelas novas que comprei ano passado. É que a elétrica consumiu um dia precioso do nosso tempo além do imaginado. A caixa atual está com o sincronizador da segunda roncando alto, já comprei o carro assim, está quebrado com certeza, e pra andar nas serras de Niterói, desse jeito, não rola. A embreagem não, está vibrando muito e exigindo aquela pisada no acelerador pra sair de primeira, essa já era. Mas isso eu resolvo com moleza lá na Icauto, oficina do meu grande amigo e camarada Marcos.

A questão é que agora a coisa começou a andar, o Ford voltou à vida, e eu preciso me policiar para manter o ritmo, qualquer que seja, não dá mais pra parar um ano, Deus me livre. Mas dessa etapa, falta pouco: corrigir um problema de alimentação, que não sei ao certo ainda a origem, se bomba ou carburador; reparar uma balança, que está precisando de cuidados; e instalar a caixa e embreagem. Só isso, e a primeira grande etapa estará pronta. Para a próxima, preciso de algumas peças que devo receber em um mês. Haja…

Depois, bem depois, é pensar em dar um tapa na pintura. Para então cromar a grade e bem depois disso tudo, voltar ele à sua cor original. Coisa pra mais dois anos, não sei.

Muito antes disso, porém, já vou estar andando com ele por aí, coisa de mais duas semanas apenas. E é isso o que importa, andar. Não vou esperar ele ficar lindo, pronto ou perfeito, não acredito nessas coisas nem me movo em função disso. Quero curtir um grande automóvel, com segurança e ouvindo um ronco gostoso do mais icônico motor jamais fabricado. E o bom e velho roquenrou, claro.

A questão aqui para mim, como escreveu Pessoa, é fugir do tédio:

“Não é o tédio a doença do aborrecimento de nada ter que fazer, mas a doença maior de se sentir que não vale a pena fazer nada.”

Isso define muito bem o que fizemos aqui em casa semana passada. Nos divertimos e trabalhamos duro para preservar um grande automóvel de exatos 60 anos que em breve vai dar muita alegria a nós. E ponto.

Abaixo Eugênio “The Shoebox Man”  Bondan e eu, final da sexta feira passada, uma hora depois de termos conseguido virar o motor do Ford pela primeira vez. Nesse dia teve comemoração, nem preciso falar…

Valeu, Eugênio!

Pra encerrar, foto de uma blasfêmia que as crianças fizeram, mas depois vendo a foto achei das brincadeiras mais acertadas. Essas crianças!

30 comentários sobre “A ressureição do 51

  1. Belair disse:

    Parabens Nik !
    O cluster e’ mesmo bonito.
    O Camaro ainda esta’ na casa?
    Discordo veementemente sobre o motor mais iconico,rsrsrs;adivinha o que EU acho sobre isso…?

  2. Nik disse:

    KKKKK! Olha, quando eu ando no Camaro, que sim ainda esta aqui, claro que eu mudo de opinião. Eu sou um cara altamente influenciável por bons argumentos!

  3. Irapuã disse:

    É isso aí, ‘mermão’!!!
    Andando e confiável. A maquiagem é questão de tempo.
    Essa comemoração deve ter sido o motivo do dia de atraso nos serviços… mas nosso amigo gaucho parece mesmo levar jeito para essa coisa de Shoebox, rsrsrs.
    Grande abraço.

  4. Eugenio Bondan Jr. disse:

    Grande NIk,

    Foi e sempre será uma grande satisfação dispor de alguns dias na companhia do amigo, o 51 se fez de difícil no começo mas acabou cedendo! Foi uma pena que o tempo passou mais depressa daquilo que planejamos, impedindo que atingíssemos a meta. De fato, os problemas mais cruciais foram sanados, ficando em haver esse problema de alimentação, que acredito ser coisa simples, porém mesmo acreditando nisso, tenho o péssimo hábito de procurar a solução no meio mais complicado ao invés do mais simples!

    A satisfação de ter contribuído para que mais um shoebox volte para as ruas é simplesmente sem preço, ainda mais quando se tem um assistente que, além de passar a ferramenta enquanto se está debaixo do carro em meio a um emaranhado de peças e fios, ainda pilota a churrasqueira e controla acurradamente a temperatura da cerveja. Friso as suas palavras de que nos divertimos, porém trabalhamos duro nesses dias, o que se torna gratificante quando se observa o resultado do fazer bem feito.

    Agradeço do fundo do peito pela receptividade do amigo e de sua família, como também pela chance de fazer o 51 roncar de novo e é claro, pelas geladas que enxugamos! Ah sim, e pelo fato de que conheci um outro carioca, mano véio parceirasso das antigas, só que esse v*$#o não é muito chegado a escrever, não é Carranca? A vida é duuuura……

    E sempre que precisar, prende o grito!

    Eugenio Bondan Jr.
    “More then just a hobbie it´s a life style”

  5. Marcio Pires disse:

    Excelente..a restauraçao ..esta empolgante acompanhar seus relatos.Estou imprimindo e arquivando.Parabéns

  6. ALBERTO JUNIOR disse:

    Fiquei muito contente com a noticia! pode contar mais passagens da odisseia. ressucitar um carro é sempre algo imprevisivel… a gente acha que vai ser terrivel, e no final vê que é facinho… ou o contrario….

    Curiosidade besta: qual cor seria a original de seu 51? ahh e Parabens a vc e ao Eugenio, e a todos envolvidos nesta empreitada!
    Abração
    Alberto Junior

  7. Nik disse:

    Marcio, agradeço a força. Semana que vêm eu conto mais dessa novela!
    Alberto, esse Ford descobri que é CKD montado aqui mesmo em São Bernardo do Campo, em fevereiro de 1952. Isso explica os bancos maiores do 52 que estão nele. Descobri isso com a ajuda de um camarada do LoveFords.com veja aqui:
    http://forum.love-fords.org/showthread.php?750-Hello-From-Brazil!/page3&highlight=brazil
    A cor pelo segundo código H da plaqueta e pela cor que está em baixo do preto hoje, é a Alpine Blue. Linda por sinal, sou suspeito para falar.
    Mas também pode ser Silvertone Gray, pelo código D da plaqueta. Como nesse modelo aqui http://www.phillymint.com/danburyshopcartfz/dm1621m.htm que é uma senhora cor dos anos 50. Vou pesquisar com calma o assunto. Assim que eu me filiar ao Early Ford V8 Club peço ajuda aos universitários de lá.

  8. ALBERTO JUNIOR disse:

    Bacana hein? só nao entendi o fato de vc ter mencionado 2 cores… era saia e blusa? ou eu que ainda nao aqueci os neuronios rsrsrs?

    Bem legal vc esta esmiuçando cada canto da caranga… tb faço isso. o lance é se preparar psicologicamente se munir de peças sobresalentes… grana e cair dentro!!! nao necessariamente nesta ordem rsrsrsrs

    Abraçao e parabens ao Tales que salvou o carro! senao ia virar churrasco de papai a moda 51

  9. Francisco J.Pellegrino disse:

    O tio tô chegando atrasado, mas tava em Sampa correndo atrás dos prejuizos baratísticos, perdí uma porrada de cervejas, deveria ter ido, perdí a diversão e a cia. de vcs. e não é que o gaudério entende da estrovenga ! Nik, parabéns aos dois e continuamos no nosso sofrimento.

  10. Nik disse:

    Chico, perdeu mesmo. A cerveja gelada, por que o trampo foi pesado e esse tu não merecia. E o sofrimento, velho, coisa horrível esse hobbby, só sadomasoquista pra entrar nisso.

    Alberto, Eugênio vê essa cor no meu carro como sendo Alpine Blue, e aí o segundo código da plaqueta está certo. Mas pelo desgaste do tempo e minha vista cansada, eu acho que pode ser o código H, a Silver, que é o terceiro. É que essa plaqueta foi estampada aqui no Brasil e não na fábrica que montou o auto, logo os códigos podem ser lidos de forma diferente, veja a foto dele no link que mandei. Só soube de outro sobrevivente nesta condição ainda no Brasil e não, o Custom não é duas cores. Duas cores em 51 só o Crestliner. Vou falar mais sobre isso depois, dá um post bem bacana, pode ser do interesse de mais gente.

  11. Nik disse:

    Não, o Marti não trata disso, só se não me engano dos Mustangão pra frente. Pra esses carros a bíblia é o livro publicado pelo Early Ford V8 Club of America, um restoration guide escrito com muito capricho e informação. E outras ferramentas como o Green Bible da Ford, que nada mais é que o repair manual, além do part lists, também da Ford. Mas o Marti até onde eu sei é pra outra época.

  12. ALBERTO JUNIOR disse:

    Sim…. Mas o curioso que no site do Marti, ao vc selecionar qual o ano,e aparecem opçoes de 51 a 79, logo acho que derrepente algum arquivo eles devem ter algo. Na pior das hipoteses ao menos te dar uma opçao além do Early Ford, que eu nao conheço muito…apenas tou dando pitaco…kkk mas é curioso eles terem adquirido os arquivos de 61 a 79 e terem opçao na janela de 51… sei lá… vai ver tem mas tá incompleto algo assim…
    Por um acaso,mesno sabendo que não é sua praia. vc conhece algum site de alguma empresa que fabrique borrachas(pestanas…vedaçoes de porta…calços etc etc etc) especializada em FORD e full-size seventies? tava querendo catar as pestanas e borrachas de porta da mercury(que deve ser compativel com Ford ltd e Lincoln). Andei catando mas nao achei nada de bom, foi mais facil eu achar os tecidos zero bala de epoca pro mercury, que achar as borrachas…. alias se precisar dos tecidos de epoca originais para seu 51 sei onde tem zero vendidos em jardas… e ainda fazem o papelao das portas se vc quiser…

  13. Nik disse:

    Verdade, eles têm o registro lá. Mas, eu sei que tudo da Ford até 1954 foi doado pela Fomoco para a fundação The Henry Ford, que é particular. Logo não deve estar com eles não. O pessoal do EFV8C é que tinham dois sócios que foram fundo no assunto e publicaram este guia. Um desses caras é dono ou têm parte em mais de 40 shoebox.
    Sobre borracha, só me ocorre a steele rubber. E os tecidos tu já tinha me dito, deixa o site deles aqui pra consulta futura. Vai ser joinha poder comprar o tecido e não a capa pronta, que é fortuna.

  14. v8andvintage disse:

    Ô…
    Aproveitando o embalo: tá afim de trocar os selos do motor do meu Dodge?

    Quero aproveitar tua empolgação. Pago bem. À vista.

  15. ALBERTO JUNIOR disse:

    Xá com nóis patrao!!! ja tamú com a talhadeira…bão briu…durepoqui…pé de cabra e a marreta de 10kg prontinhas pra entrar em ação… só trazer aqui na quebrada, que nóis arruma…

  16. M disse:

    Bonito carro ! O Sr. aluga prá casamentos ? É réplica ? Qtos. km faz por litro ?
    Hahahahahahahhhh…
    Abraço

  17. Nik disse:

    M, ainda vou ganhar dinheiro levando moças bonitas no banco de trás. E gastando pouco, pois a igreja matriz fica do lado de casa. KKKKKKK!!! Não gasto mio litro! KKKKKKKK!!!!

    Grecchi, nem morto, isso é coisa pra Icauto Motors! ;)

  18. Nanael Soubaim disse:

    Nenhuma besta quadrada qualquer teria feito isso, tem que ser uma besta quadrada com pedigree e uma boa desculpa; afinal o carro anda, carrega peso, seria bem aproveitado num ganho por meliantes, mas intalar o alarme foi judiação.

  19. RTG disse:

    Tive um desses, 2 portas azul, todo original inclusive o sistema elétrico de 6v. Infelizmente tive que vende-lo há alguns anos, estava desmontado para reforma.
    Belo carro.

  20. Alexandre Freddi disse:

    Nik, esse seu blog tem algo de magico. Toda vez que abro, esqueco desse nossso mundo e me transporto para um bem mais legal. Poder apreciar seu trabalho nos carros, feito com tanto amor e a maneira que voce compartilha conosco, sem palavras para agradecer. vendo como ficou o cluster do Ford, me inspirou a retornar os trabalhos no Impala.Faco o carro de todo mundo menos o meu poxa. Obrigado pela sua dedicacao ao blog.
    Alexandre Freddi

  21. Nik disse:

    Ôpa, a honra é merecer seu elogio, Alexandre. E cai dentro, é sofrido, caro e trabalhoso, mas vá saber o que dá mais satisfação que isso!

  22. Mario Machado da Luz disse:

    Oi Nick aqui é aquele cara de Blumenau que te vendeu o manual do Holley e mais algumas coisinhas mais. Fico feliz em saber que seu FORD 1951 esta ficando do jeito que você queria. Uma joia. Sabes que vendo sua empolgação e fotos me da uma saudade de meu FORDÃO. Mas agora a Inêz já é morta e vale curtir meu Mercedes 1991, só 40 aninhos mais novo, mas é tudo de bom. Um grande abraço Mario.

  23. EVERTON disse:

    ESTOU INTERESSADO NUM FORD 51 CUSTOM LINE 4 DOOR. COMO FAÇO PARA OBTER PEÇAS ORIGINAIS? E A COR ORIGINAL, COMO FAÇO PARA CONSEGUIR UM CATÁLOGO?

  24. EVERTON disse:

    COMPLEMENTANDO A PERGUNTA ANTERIOR, NIK: COMPREI MEU FORD “BUNDUDO” 1951 4 DOOR (APELIDO DO MESMO AQUI NO BRASIL, SABIA DESSA NÉ? COM CERTEZA.) QUAL A PROBLEMÁTICA NA MUDANÇA DO SISTEMA ELÉTRICO DE 6V PARA 12V . GOSTARIA DE DEIXÁ-LO TININDO. QUALQUER BOM ELETRICISTA FAZ ISSO?

  25. carrosantigos disse:

    Olha, não é nenhum mistério fazer a conversão, o seu está em 6V, é isso? Eu só posso indicar gente no Rio pra te ajudar, de onde você é?

  26. carrosantigos disse:

    Grande Mario, como vamos????? Espero que bem! Olha, ainda outro dia revirava as coisas que me mandou, algumas sensacionais, como o catálogo do Early Ford, sensacional. Mas o Ford é isso, devagarinho a gente chega lá. Essa primeira etapa está quase concluída. Em breve mais fotos e histórias, mas ele ainda está no estaleiro. Abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s