Os 60 anos do Ford 1951 – 2

Ano passado eu reservei uma parte de um moleskine, que trago sempre comigo, para organizar minhas anotações sobre a história dos Fords shoebox. Meu interesse não são sobre modelos, cores, porcas ou parafusos, mas sobre as pessoas que participaram do projeto, o quanto de seu empenho e talento marcaram o produto final e, como pano de fundo maior, a reestruturação da Ford. Estes momentos de crise e superação são sempre interessantes e cheios de lições, ricos em decisões difíceis e experiência humana. No meu caderno, tento reconstruir a cronologia destes eventos.

O desenvolvimento do Ford 49 é uma história complexa, um emaranhado de gente talentosa, reunida sob a batuta de Ernie Breech, que era CEO da Bendix e assumiu a liderança da equipe na Ford em julho de 1946. A partir daí, muita, mas muita coisa aconteceu para termos os Nifty Fords nas ruas.

Esse meu caderno já têm umas 50 páginas dedicadas à cronologia, versões e fatos de desenvolvimento do projeto do Ford 49. Esses cadernos do tipo moleskine me fascinam desde sempre. O primeiro eu ganhei com uns 10 anos, tenho até hoje. Ali eu desenhava descobertas arqueológicas, científicas e planos mirabolantes, que fazia. Meu filho adora folhear aqueles desenhos. E eu também.

Abaixo, como tudo começou. Diz a história que Ernie Breech, num sonho, concebeu o “Bathtub Style” que marcariam os novos Fords. Em reunião no dia seguinte, ele disse à sua equipe: “essa empresa será julgada pelo próximo automóvel que construir. E por isso ele têm que ser radicalmente novo”. Em seguida, entregou o desenho abaixo, que continha inclusive dimensões limite a serem preservadas. E foram incrivelmente respeitadas em todos os projetos, modelos em argila e protótipos que se seguiram. Coisa de gênios, coisa de gente entusiasmada. Veja a data, esse desenho foi apresentado apenas um mês e meio após ele ter assumido o projeto na Ford.

Abaixo, para terminar esse solilóqui0, registro de um Ford 1949 fotografado em janeiro de 1953, estacionado no meio do deserto de Nevada, EUA, em um campo de teste de armas nucleares, prestes a se decompor em átomos. Um carro novo, inteiro, destruído somente para simular os efeitos de uma explosão nuclear em uma cidade americana. Foto cortesia da National Nuclear Security Administration.

Um comentário sobre “Os 60 anos do Ford 1951 – 2

  1. Irapuã disse:

    Nik, conhecendo a profundidade das suas pesquisas sobre o assunto, podemos esperar muita coisa boa vindo por aí. Imagino o que não deve sair de seu moleskine.
    Pode abrir esse caderno e mandar mais!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s