Mercury

Puxaram o barbante e é sempre um bom pretexto poder admirar os Mercurys. Eis mais algumas fotos legais que eu tenho aqui, todas da Ford.

A Sport Coupe 1953 é dedicada ao amigo Zonta.

Em tempo, quem ainda não viu, não deixe de ver as fotos que o Guilherme publicou, via Dario e Helio, no AVA sobre a antiga fábrica da Ford no Bom Retiro. Lindas.

Anúncios

26 comentários sobre “Mercury

  1. Navarro Heitor Zonta disse:

    Nikollas!!!!!
    Pelo menos aqui, você escreve; quanto a minha Mercury 1952!!!!!!! Isso só força positiva por enquanto, más está guardada, esperando a hora de rever a luz do dia, enquanto isso a Mercury Coupe 52 se conserva toda original, e aí não falou nada dos aparelhos que ainda existe para regular os Ford 49/51, será……., tê la na sala de estar,………. Ford Motor Company Regulator Estroboscope, hahahahahahahahahahaha.
    Grande abraço.
    Zonta

  2. Carros Antigos disse:

    Pois é, estou ansioso por ouvir boas novas aí do Sul. Quero dar a notícia aqui em primeira mão, não me sonegue (como se você soubesse como fazer isso!) as fotos dela assim que fechar o negócio!

  3. rafael bruno disse:

    Que engraçado! Há muito tempo atrás pintei uma foto dessa no Photoshop!

    Vejam como ficou…

  4. Irapuã disse:

    Meu Mercury ainda não pode ser apresentado, pois está no ‘prelo’. A$$im que po$$a iniciremos o processo de “spa e maquiagem” pois é uma sociedade com um concunhado (que tem uma Monterey ’53 hardtop no estado da preta aí em cima). Prioridades, sempre as prioridades… Mas o que vale é que o carro é saudável e está ‘na mão’ (rsrsrs).

  5. Navarro Heitor Zonta disse:

    Esta história de Mercury esta me deixando sem sono, por um lado tudo bem!!!!!!! Por outro lado haja coração que aguente, agora Nikollas a história ainda não decolou, por outro agora o Lincoln Cosmopolitan “Premier” 1949 azul escuro esta dando sinal, falta garagem, $aúde Financeira$$$$$$$$, quanto mais procuro……, mais acho, e mais frustração, “Frustração” este verbo tenho conjugado diariamente faz tempo, falando em diariamente e ai ??????????? Quase sem sinal.
    Um grande abraço.
    Zonta

    Obs. A lancha esta em Cruz Alta, que tal vir de Ford 1951 e levar ela para Niterói rebocada.

  6. Navarro Heitor Zonta disse:

    A propósito, tem como enviar as cores (todas) das Mercury 1952, só quero conferir se a minha está correta.
    Aguardando…………….muito obrigado.
    Zonta

  7. Navarro Heitor Zonta disse:

    Só mais um favorzinho, “catálogo da Ford para 1979” tem alguma idéia????
    Zonta

  8. Navarro Heitor Zonta disse:

    Salve honorável Nikollas!!!!
    O amigo ainda vive!!!!!!!!!!!!!!!rsrrsrsrsrsrsrsr
    Obrigado.
    Zonta

  9. Guilherme Gomes disse:

    Meu pai teve um Mércury 1951, foi o segundo dono, carro originalíssimo! Depois vendeu, passou de mão em mão e hoje está um lixo! Fizeram dele um hot horrível… e ainda está no nome do meu pai.

    Nik, essa Auto Color Library é uma mina de ouro para se fazer no Brasil!! Caramba, se eu já não tivesse meu dia todo ocupado ia arquitetar alguma coisa nesse sentido. Imagine: se você quer a fórmula correta para pintar o seu Ford 51, seria só entrar em contato com essa empresa “verde amarela” e receberia em casa as tintas no tom correto. Seria a união de consultoria e prestação de serviço. Perfeito. Quem se interessar, pode-se amadurecer a ideia. guilhermedicin@hotmail.com

  10. Irapuã disse:

    Guilherme,
    Verifique a possibilidade de reaver esse carro. Oportunidades como essa passam poucas vezes em nossa frente e histórias de família não se repetem. Ainda que descaracterizado, deve ter algum valor comercial e com mais certeza sentimental para você e os seus. Além disso, está irregular e pode causar problemas a seu pai devido à propriedade. Peças são possíveis no mercado americano e o tempo faz milagres…quebra-cabeças são montados peça a peça e é a paciência que o constrói.

  11. Irapuã disse:

    Guilherme,
    Dá pra ver que ainda é um carro sólido. Pena que alguém faça isso com um carro difícil de encontrar no Brasil. Qual era a cor original e do interior? A mecânica original acho que já se foi, mas estruturalmente permanece alinhado indicando a boa procedência.
    É importante seu pai providenciar a retirada de seu nome, uma vez que o “veneno” pode induzir a ações entusiasmadas e o proprietário legal pode ser penalizado por elas (ainda que não tenha a posse) e não faze-lo é assumir riscos. As alterações efetuadas estariam regulamentadas? A parada numa blitz policial pode gerar multas e dores de cabeça. Em último caso, se não houver intenção/boa vontade de legalização por parte do atual dono, retome a posse . Quem adquire veículos ilegais flerta com a possibilidade de perde-lo (um B.O. com solicitação de busca e apreensão devolve o bem ao legítimo proprietário). O restante é negociação…
    Abraço e boa sorte.

  12. Carros Antigos disse:

    Guilherme, agora me inteirei de tudo. Manda as fotos pra mim, eu adoraria publicar aqui. Não sou contra os hot rods, muito pelo contrário. Mas, é preciso bom senso, cultura e alguma perspectiva de valor histórico e financeiro para se meter a fazer um. Que, infelizmente, fatou no caso. Tanto carro legal por aí que ficaria ainda mais autêntico, original e interessante do que colocar um fusca em cima do capô de um Mercury como este que foi de vocês. É preciso que se diga algo a respeito disso, quem nos lê talvez um dia tenha a chance de fazer algo errado e, pensando melhor, desista de sacrificar um carro tão raro, bonito e importante como este.
    Imagino teu velho, cuidadoso como só, vendo isso pela internet. O Irapuã está certo, inclusive vocês precisam tomar medidas contra essa praga chamada registro de proriedade de veículo, uma aberração que só existe em um país atrasado e burocrático como o nosso. Enfim, recompre o carro e evite etr que transferir a propriedade!
    Abraço e lamento pela história.

  13. Irapuã disse:

    Nik e Guilherme,
    Não sei se me fiz entender e não quero ser mal interpretado. O que eu sugeri é uma maneira de forçar o atual proprietário a regularizar a situação, arcando com todas as eventuais multas de trânsito, com atrasos de documentação ou outros problemas envolvendo o veículo no período desde a venda pelo pai do Guilherme até hoje. Em casos assim ou pior, num acidente com vítimas, há o risco de o proprietário legal ser co-responsabilizado e ter que responder civil e criminalmente pelas ações do motorista. Claro que não afirmo que algo assim esteja ocorrendo mas nos dias de hoje com os valores muitas vezes irreais que veículos antigos ou hot/street-rods alcançam no mercado, seria no mínimo esquisito comprar um carro e mantê-lo sem a documentação de propriedade. Isso pode indicar problemas com o histórico do carro.
    Por outro lado vejo uma oportunidade -se for de interesse- de reaver o veículo, indenizando o atual dono com um valor justo e coerente com a m..d@ que fizeram nele, ao mesmo tempo que sanearia eventuais problemas como os citados acima.
    Grande abraço,
    Irapuã

  14. j480 disse:

    Cara de mais . Bom eu gostaria de ver mais ,tem um ar nostalgico…….. Gostei , manda mais . Valeu , um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s