Brazilian Ford Branch

A internet juntou as duas pontas do barbante.

Antes, no início, eram apenas as trevas. Éramos eu aqui e você aí, sem sabermos um do outro. Como sempre foi na história do mundo, passaríamos a vida sem nos conhecermos ou a outras pessoas com os mesmos interesses e afinidades, não fosse a rede. Nada de extraordinário, diria meu pai. Mas, se ele soubesse o tanto de gente que têm os mesmos interesses e gostos dele por aí, que adorariam trocar experiência e idéias com ele, ou ainda com que velocidade estranhos se tornam amigos de infância graças a suas paixões e hobby, ele já estaria ciscando o iMac de segunda mão que demos para ele uns anos atrás. Se não!

Pensei nisso por conta do email que acabou de chegar. É o seguinte: uma coisa leva à outra e demorei um tempo para descobrir a eficiência e presteza dos serviços de bibliotecas e arquivos públicos ou não dos Estados Unidos, disponíveis pela internet. Eles existem, funcionam e, em regra, são gratuitos. E eles transbordam de histórias e registros preciosos.

A ponta do barbante de hoje, o tal e-mail que recebi, veio da Ford Library, com quem tenho mantido contato nos últimos meses. Pessoas amáveis, interessadas e comprometidas com a história de sua empresa, é isso o que se encontra do outro lado do telefone. E assim, graças à Marguerite Moran, arquivista do Ford Motor Company Archieves, tenho desenterrado coisas interessantes. Algumas eu deixo para depois, há uma questão de copyright envolvido e é preciso arrumar um jeito de não comprometer a palavra empenhada. O e-mail de hoje não, é tudo cosa nostra!

Recebi da Marguerite as cinco fotos a seguir, da filial (branch) da Ford no Brasil, em São Paulo, décadas de 20 e 30.

Uma delas, a última, mostra uma vista familiar da planta da Ford em São Paulo, que eu conheci do arquivo da Life. As outras não, do interior da fábrica, não conhecia, devem ser inéditas. Se realmente o são, só estão vindo à tona pelo esforço de pesquisa da Marguerite e pela internet. Juntando as pontas do barbante, mais uma vez. Eis as fotos, chega de lero-lero. Vamos passear no tempo.

Sugiro uma música, quem sabe seja do teu agrado?

http://sites.google.com/site/oldcarpics/Home/03HesitatingBlues.mp3?attredirects=0&d=1

Vista frontal da fábrica da Ford em São Paulo, 1926


Vista dos fundos da fábrica, 1931

Interior da fábrica da Ford em São Paulo, 1936


Pátio com veículos prontos para comercialização, 1936

Vista lateral da planta, em 1936, continuação da primeira foto.

Sobre a foto acima, veja estas outras duas, de 1939, que publiquei antes. A mesma fachada, três anos mais tarde.

Agora, alguns detalhes interessantes.

Eu não entendi o que é esse Ford no canto. Perua, sedan, coupê?

Nestas caixas que se vê na foto a seguir, empilhadas no fundo da fábrica, vinha aquilo que todo mundo quer hoje em dia: Fords clássicos, raros, novos e muitos motores flathead de primeira geração! Veja estas duas fotos aqui e entenda melhor o processo CKD do Henry Ford para o mundo.

E viva a internet!

Anúncios

23 comentários sobre “Brazilian Ford Branch

  1. Guilherme Gomes disse:

    Caramba Nik!
    que coisa mais linda!!!

    gostei dimais da conta, Sô!

    Só não sei se essas datas são confiáveis, pode variar alguns anos…

    Parabéns e obrigado pela sua pesquisa, pois, de que adiantaria a internet sem quem faça bom uso dela?

    Abração,

  2. Nanael Soubaim disse:

    A internet é um que atende aos desejos e amplia o caráter do usuário. Se for um bom usuário, fará um escelente uso; se for um mau usuário, será um completo cretino que bancará o valente e praticará bulling digital, na melhor das hipóteses.

    Já aquele ford no canto, me parece ser uma perua de entrega.

  3. Francisco disse:

    Tô “chateado” com a Ford …….NÃO HÁ VAGAS !!!!!!!! como está em uma das fotos. Nik, memorável estas fotos, parabéns, vai bombar na internet e vc é um bom usuário como já disse o Nanael, proteja as fotos colocando o nome do seu blog sobre elas…vc merece pelo trabalho e tempo dispendido.

  4. alapucha disse:

    Nik…maravilhoso trabalho!
    E os Fords ‘na caixa’…me dá arrepios mesclados com nostalgia só de pensar nelas…bah!

    Pelo jeito conseguiu duas novas idéias de placas, certo? hahah…

    Grande abraço, tchê!

  5. Aurélio disse:

    Nik…maravilhoso trabalho!
    E os Fords ‘na caixa’…me dá arrepios mesclados com nostalgia só de pensar nelas…bah!

    Pelo jeito conseguiu duas novas idéias de placas, certo? hahah…

    Grande abraço, tchê!

  6. Mário Buzian disse:

    Nik,

    Como nossos amigos já disseram acima, que imagens pra lá de sensacionais tu colocou nessa postagem !!!
    Realmente a fábrica da Ford era algo…Lembro de passear por ela em meados dos anos 80, pois o pai de um grande amigo meu era supervisor do setor de pintura, na fábrica do Ipiranga, que é essa aí que aparece nas fots, mas que foi completamente remodelada nos anos 50. Hoje ela jaz lá, testemunha de uma época áurea, e me disseram que iria virar um shopping center, não sei se já foi demolida, mas fazer o quê, coisas da vida, o famoso tempo inexorável…
    A internet é um instrumento poderoso e sensacional para apaixonados pela vida e de todas as coisas boas que ela nos traz, inclusive essa grande amizade virtual, e eu sou muito grato à “rede” por ter acesso a dados e imagens que tu posta aqui, além de poder participar do seu círculo de amizades fiéis e verdadeiras…
    Forte abraço, e muito obrigado por nos fazer suspirar todos os dias com suas sábias palavras e lindas imagens !!!

  7. Carros Antigos disse:

    Que bom que vocês gostaram, essas coisas me alegram bastante também.
    Agora, ninguém me explicou P*%$#@ nenhuma sobre aquela carroceria ali no fundo. Ok, sou o único que não sabe? Me contem mesmo assim. Não consigo encaixar aquilo em nada que conheço.
    Chico, já marquei algumas fotos, mas no fundo acho isso bem antipático. Olha o blog do Saloma. Depois que ele adotou este critério, fica parecendo propaganda política! E no mais, quem é capaz de dar valor a algo tão singelo, fotos antigas da Ford no Ipiranga, merece tê-las por inteiro.
    E sobre a carroceria no canto, alguém? Alguém? :)
    Abraços, Nik.

  8. Guilherme Gomes disse:

    Verdade Nik, eu também não coloco marca d’água nas fotos. Confio na honestidade de quem “colhe” para “plantar” em outros cantos… A tal da ética, muitas vezes aparece, outras tantas não, mas é assim mesmo.

    Quanto a essa carroceria no fundo eu não sei absolutamente nada, mas se quiser, posso inventar, serve? Foram apenas 05 carrocerias feitas especialmente sob encomenda para o Getúlio Vargas, que utilizou uma delas em sua fazenda no Sul e presenteou outros cumpadres na época. Diz-se que há uma escondida em uma grande coleção no Sul. Gostou?
    Hahah

    Abraços,

  9. Carros Antigos disse:

    Sacana…! :)
    Isso pode ser o mosntro do lago Ness da Ford, a foto do UFO do Novo México, a prova do ET de Varginha e tu aí de gozação!
    Mas é estranho, não?

  10. francisco disse:

    Tb não gosto do que o Salomonico faz nas fotos do blog dele….falo por mim, se postar uma foto do teu, ou do blog do Guilherme ou de qualquer outro eu mencionarei a fonte, com certeza.

  11. Carros Antigos disse:

    Ok, Chico, tu é um cara legal, honesto e generoso, todo mundo na internet sabe disso!!! MAS, dá para me contar que zorra é aquela carroceria ali no canto! RSRSRSRSRSRSRS!!!!!

  12. Francisco disse:

    SOBRE A CARROCERIA FUI PESQUISAR COM ANTIGOS FUNCIONÁRIOS DA FORD…..todos são unânimes em afirmar que eram Ford 37 coupé ‘Furgoneta”, iguais aqueles 147 da Fiat, foi um projeto tão ousadamente secreto que as carrocerias foram feitas aqui no Brasil e depois embarcadas para a Ford nos States…(ganhei do Guilherme)

  13. Carros Antigos disse:

    Ok, ok, tá divertido tirar sarro da minha cara, né? Tudo bem, quando eu descobrir também não conto!
    Ah, e concordo, ganhou do Guilherme! ;)

  14. Luiz Sampayo disse:

    Mr Nikollas,
    All of them are excelent, but I appreciated particularly an unusual Sedan Flowers Delivery with Brazilian Designer showed among the old times photos.
    Atte. Lawrence A.M.Shelby

  15. Luiz Sampayo disse:

    Nikollas, parabens pelas fotos postadas e pelo que trouxe mais uma vez de desafiador para os que aqui interagem. Eventualmente qd tenho dúvidas sobre identificações de veículos, troco idéias com Mr.Shelby, que ao nomear o modelo do utilitário me trouxe a lembrança dois saudosos amigos que tbm trabalharam nas linhas de montagem à época. Um era marceneiro (Júlio) e veio a trabalhar na concessionária Ford (Wigg) de Rio Grande,RS, sendo responsável pelos reparos nas estruturas de madeira das sw e dos omnibus. Outro era mecânico (Zanella) que tbm trabalhou conosco como motorista por meio século. Resumindo, ouví de ambos o seguinte: nas linhas, independentemente do que era padrão nos EEUU, no Br volta e meia se criava um novo modelo, mts vêzes para atender encomendas especiais. Do Bernardo Zanella ouví que uma firma de floricultura do Bairro Sto.Amaro, onde morava nos anos 30, havia encomendado quatro furgonetas especiais, para serviços rápidos e por isso eram derivadas dos carros de passeio. D’aí…. Ab

  16. Dario Faria disse:

    Olá Mr. Nick Nocollas (se assim posso lhe chamar…)
    Parabéns por todas as fotos que vc postou mostrando a antiga FORD, realmente são muito raras e merecem elogios! Eu no passado trabalhei na FORD divisão EED (Eletric Eletronic Division) em Guarulhos SP e que muitos conheciam como Philco-Ford e tenho minha admiração por esta empresa, mas o que eu quero dizer é que quase todos os dias circulo pelo bairro judeu do Bom Retiro e desço a rua Newton Prado e cruzo a rua Solon e já tinha conhecimento que lá em um passado distante a FORD havia sido instalado, pois bem agora com suas fotos procurei mais detalhes e achei o antigo prédio, tirei várias fotos na mesma posição,ou pelo menos tentei, com as que você postou e gostaria de poder dividir com vc estas, então precisaria lhe enviar, se possivél me informe o seu e-mail, o meu é: dario.puma69@bol.com.br
    Dario Faria

  17. Carros Antigos disse:

    Querido Mr. Faria, seja bem vindo.
    Finalmente um bom samaritano de SP se lembra de fotografar o que deve ser hoje este prédio da Ford. Já estava incomodado com a curiosidade para ver o que sobrou desse lugar.
    Vou te escrever agora, mas deixo aqui o email caso outros queiram compartilhar suas lembranças também.
    Abraço e agradeço antecipadamente, Mr. Nik Nikollas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s