E agora, José?

Ainda estou no embalo de pintar as placas e tal. Achei um desenho em um antigo catálogo da Chevrolet, se não me engano, e vi que daria uma boa idéia. Eliminado alguns traços da propaganda original, topei com um desenho limpo, desequilibrado, em que falta alguma coisa. Um texto? Qual, onde? Não sei, por isso a tarefa está inconclusa. Se tu tiver alguma idéia, qualquer uma, manda que eu travei!

Anúncios

12 comentários sobre “E agora, José?

  1. Carros Antigos disse:

    Boa, boa. Estava pensando em inglês mesmo. Português só a próxima, bem brasileira, com os mecânicos aqui de Niterói e Rio que eu conheço. Vai ficar legal. Gostei.

  2. ALBERTO disse:

    QUE TAL;

    “FAÇO PLACAS DETALHADISSIMAS EM MADEIRA NOBRE DE GRAÇA PROS AMIGOS DO MEU BLOG”

    GARANTO QUE TERÁ UMA VOTAÇAO ESMAGADORA POR PARTE DO PESSOAL

    QUAL OPNIAO DE VCS??

    ABRAÇO

    makineta.com.br

  3. Carros Antigos disse:

    Rá, vocês acabam me convencendo disso! :)
    Aurélio, aquele book você compra na Amazon, uns 20 dólares. É muito bom, por que é uma coletânea do melhor publicado pela revista entre 1949 e 1959. Ontem mesmo eu lia um artigo primoroso sobre a evolução das powerplants dos rodders desde o flathead 32 até o novo V8 do Caddy de 1949, além dos hemisféricos da Chrysler. Uma aula de história. No mais, muita matéria sobre as primeiras competições e recordes, um livro obrigatório.
    Agora, idéia pro texto mesmo da placa, que é bom nada, só a do Nanael, né? ;)
    Abraços, Nik.

  4. Carros Antigos disse:

    Pode ser, mas para outro desenho, Alexandre. Gostei mesmo da idéia, vou aproveitar! Mas acho que para um automóvel com esta silhueta, flathead não é bem o caso. Mas, já veio na cabeça qual eu vou fazer para aproveitar sua idéia. Aliás, finalmente alguém depois do Nanael dá uma idéia que preste! KKK!

  5. Leonardo Grecchi disse:

    Que tal: “Take a look how confortable is the new Fleetmaster!”

  6. Carol disse:

    Acabei de ter a chance de ver as pinturas (and the painter) ao vivo. O Nik criou um ambiente bárbaro de criatividade e arte. Não á à toa que o resultado é assim tão convidativo. Estava meio esquecido esse lance de trabalhar com as mãos, cabeça e coração. Eu acho que era bem esse o combustível dos idealizadores dos grandes carros de antigamente. Trabalhar num projeto com carinho e paciência e chegar a um resultado unique. É uma coisa muito boa, parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s