Seleções do Reader’s Digest, 1949.

A revista Seleções marcou uma época no Brasil. Aqui em casa, adquiri o gosto pela leitura em suas resenhas e livros. Até a coleção inteira, dos anos 40 aos 70, meu pai herdou de um amigo, mas infelizmente um vazamento no telhado destruiu este acervo.

Foi no mês passado, entusiasmado com o Ford 1951, que eu me puz a andar pelos sebos do Rio atrás de antigas revistas da época, em busca dos anúncios da Ford para os shoebox brasileiros. Mas são muito difíceis de serem encontradas por aí títulos como a Cruzeiro, por exemplo. Quando o são, são caros. Até que na Rua dos Inválidos eu dei de cara com um livreiro atencioso que, diante do meu problema, sugeriu: “por que tu não tenta as Seleções? “. Claro, estúpido, como não pensei nisso antes?! Eles veiculavam anúncios de tudo o que era nobre e novo, o alvorecer da indústria brasileira está todo ali, impresso em nobres gráficas Portuguesas. E o sebo tinha tudo encadernado, de 1946 em diante. Papa fina, como se diz. Aí, pela módica quantia de R$30,00, levei para casa todas as seleções de 1949, 50 e 51. Barato, né? Nem me diga.

Mais barato ainda por que, foleando as páginas, dei de cara com um monte de anúncios maravilhosos, relativos ao automóvel no Brasil, e decidi recortar todos, no estilete e com carinho, a fim de serem digitalizados e compartilhados aqui.

Os quatro primeiros são inéditos, os anúncios da Ford em 1949 no Brasil para seu novo automóvel. Sim, são uma reprodução do anúncio original americano, como você pode comparar lá no Blog do Shoebox Ford. Mas por serem na língua de Camões, para mim têm significado especial. Sem falar que eu tenho agora os originais…

Eis os quatro anúncios que a Ford publicou na revista Seleções do Reader’s Digest em 1949, no Brasil.

Este anúncio, acima, não faz parte do acervo lá do Blog do Shoebox, simplesmente por que não o encontrei por aí na ocasião. Já o vi na versão em inglês antes, mas não dei por sua falta até abrir a Seleções.

A seguir, na ordem em que foram publicados, os anúncios relativos ao automóvel e à mecanização do Brasil, pelas Seleções, no ano de 1949.

Aliás, só deste ano, consegui 84 anúncios, e ainda faltam dois anos para serem retalhados. Ou mais, se eu comprar o resto da coleção lá no sebo. Por isso, 1949 vou dividir em pedaços, este é o primeiro. Espero que goste destas raridades. Abraço, Nik.

20 comentários sobre “Seleções do Reader’s Digest, 1949.

  1. Leonardo Grecchi disse:

    Nik:

    Interessante o anuncio da Nash, que não sabia que faziam caminhões.

    Mas o mais curioso é que a companhia se chama Nash-Kelvinator, marca de uma geladeira que existe ainda na casa do meu tio. Ele mora em botafogo, numa vila típica que hoje em dia estão vendendo para construir condomínios. Ele mora lá, sozinho, tem 86 anos e está bem ruim (de cabeça, mas não dá um “ai”). Mas anté onde sei, esta geladeira está lá ainda.
    Me lembro bem das vezes que fui visitar minha avó (a ele não, pois é veterano da 2a. guerra e não fazia questão alguma de falar), via esta geladeira na varanda traseira, considerada a copa.
    Pintada de vermelha, lembro bem que não possuia borracha de porta com imã, e sim, fechadura. Interior azul, pequena em comparação com as de hoje.
    Faz pouco tempo visitei um site chamado “Back in time warehouse” ou http://www.bitw.com , que restauram máquinas de coca-cola, pepsi, doces e diversos itens que trabalham inserindo moeda. Fora as mesas de lanchonete e brinquedos de parques de diversão.
    Assim, me inspirei em um dia pegar essa geladeira reformá-la totalmente e pintar como uma geladeira da pepsi, pois combina com seu interior azul e a cor original. Levaria para Cabo Frio e ornamentaria o salão conjugado com meus aparelhos de som vintage.

    PS.: Meu avô era chauffer no Leme e andava de Ford 38. Pena não ter fotos…

    É isso…

  2. Nanael Soubaim disse:

    Estes reclames são um tesouro. Me chamaram a atenção alguns detalhes, como o anúncio dos bancos do Ford, que cairiam como uma luva na epidemia adiposa em que mergulhamos. Austin e Nash ( um dos caminhões mais bonitos já fabricados) fazendo as vezes de trabalhadores sem qualificação, ao contrário do jeep que mostra seu talento extra para o campo, como fizeram com o Fusca na Alemanha pós-guerra, só não mostram os lastros que são necessários para o serviço feito por um veículo leve. O da International é genial por passar toda a mensagem em uma simples arte, dispensaria o texto. O do caminhão Ford só faltou dizer “Eu sou o máximo”, mas não mente.
    Tenho, entretanto, especial esperança de que o anúncio da GM seja premonitório e seus dias de glória realmente voltem.

  3. Mário Buzian disse:

    Show de bola, Nik !!!
    Aqui no Sul tem um sebo que eu vou direto (ontem tava lá, aguarde novidades, rsrsrs !!!), e há uns dois anos atrás ele fizeram uma big promoção pra limpar o estoque: Seleções desde os anos 40 por cinquenta…CENTAVOS o exemplar !!!
    Ah, fiz a festa…
    Eu adoro comprar edições de mês e ano que meus parentes e amigos nasceram, para que todos saibam o que acontecia no planeta quando eles caíram de paraquedas por aqui…É um presente que todos adoram !!!
    Aliás, falando nisso, em muito breve (semana que vem) entro para o time dos “enta”, e vou para SP comemorar com o meu pessoal, e receber o meu presente de aniversário: um grande amigo meu vai vender o carro que foi de seu pai, e que eu conheci e fui junto pra retirar zero quilômetro, um VW Santana CD 1986, duas portas, branco e a gasolina, totalmente original, e que tem pouco mais de 40 mil km. rodados…Tá parado na garagem da casa da família dele (que está vazia e desocupada), trancado e sem ligar, há uns cinco anos, pois seu pai adoeceu e parou de usar o carrão…
    Vou ficar com ele, decidir adotar e irei restaurá-lo nos mínimos detalhes, aí placa preta na Copa de 2016, hehehehee !!
    Não é tão antigo assim, mas já é colecionável, pois a maioria já foi pro vinagre faz tempo…
    Vamos nos falando, grande abraço da turma por aqui, e espero que em 2010 possamos nos encontrar pra tomar aquelas “Itaipavárias” que o meu amigo carioca anda me devendo, hein ???
    Vou cobrar, hahahahahahaha !!!

  4. Nikollas Ramos disse:

    Eu também, amigo, quero encontrar todos em Lindóia, ao menos não faltam motivos para irmos para lá.
    Quanto ao aniversário, abraço antecipado e forte, com meus votos de felicidade, prosperidade e uma vida longa e cheia de gasolina pra queimar que o planeta já foi pro saco mesmo!
    Quanto ao Santana, bem, é o único de sua época que eu gostaria de ter aqui comigo. Com você, vai dar no mesmo. Cuide bem dele e mande fotos.

    Abraço fraterno, Nik.

  5. francisco disse:

    Vc anda “esquecendo” da GM, deixa aflitos os amantes dos Chevys !

    Abs excelente trabalho, invejo esta tua vontade de recuperar estes dados, poucos a tem no Brasil, nossa história é recente e deveria ser mais respeitada….PARABENS

    Francisco

  6. MAKINETA disse:

    NIK PARABENS PELO ACHADO, MESMO EM NOME DA NOBRE CAUSA DE PUBLICAR NO SEU BLOG, ME DÁ UM APERTO NO CORAÇAO SABER QUE VC “RECORTOU” OS ANUNCIOS COM O AFIADO ESTILETE…NESTAS SOBREVIVENTES REVISTAS…
    POR FAVOR NAO TOME COMO OFENSA…APENAS UM COMENTARIO HONESTO DA MINHA PARTE…
    NAO TEM COMO VC DESENVOLVER ALGUMA TECNICA PRA SCANEAR AS PROXIMAS???

    GRECCHI!!
    SIM A NASH-KELVINATOR SE UNIRAM A HUDSON, FORMARAM A AMC (AMERICAN MOTORS CORPORATION) E NO INICIO DOS ANOS 70 VENDERAM KELVINATOR(NAO SEI EM QUE SE TRANSFORMOU…NEM QUEM A ADQUIRIU…) E ADQUIRIRAM A JEEP CORPORARION( QUE TAVA QUEBRADINHA E SEUS PASSIVOS PESARAM MUITOOOO NA AMC), APESAR DE SEUS SUCESSOS COMO O GREMLIN..CHEROKEE..JEEP..JAVELIN E MATADOR, ELA SOFREU MUITOOOO COM A CRISE PETROLEO E A CONCORRENCIA DAS 3 GIGANTES, EM 83 FEZ UMA PARCERIA COM A RENAULT MAS QUE DUROU APENAS ATE 1987, QUANDO A CRHYSLER CORPORATION A ADQUIRIU DE OLHO NA MARCA JEEP… E ASSIM SE FOI A “ULTIMA DAS INDEPENDENTES”…

    PQ SERÁ QUE SOU ESPECIALISTA EM AMC HEIM??? KKKKKKKKK
    ABRAÇAO

  7. Leonardo Grecchi disse:

    Aliás, Nik…

    Se vc recortar as minhas revistas de moto com estilete, navalha, faca de pão, canivete, etc, eu retalho o seu ford com alicate de unha…rsrsrs

  8. Mário Buzian disse:

    Valeu Nik, eu é quem agradeço tantas coisas bacanas que passamos juntos nesse ano de 2009, até por telefone nos falamos !!
    Quanto ao Santana, aguarde todas a imagens e dados que puder passar sobre esse incrível carro, que marcou época nos minguados lançamentos dos anos oitenta, e certamente o amigo irá passear bastante nele…
    Forte abraço da turma daqui !!

    Mário

  9. Telsi Pavanelli disse:

    Prezado NIkollas

    Entrei hoje no seu blog, e confesso que é um dos melhores sobre autos antigos, mas o que mas me interessou foram os anuncios antigos da Seleções.Tenho uma coleção quase completa dos anuncios da mesma, pelos meus calculos faltam retirar de apenas 6 numeros.Minha coleção de anuncios começou no ano de l965, são anuncios desde a decada de 20, aproximadamente 10.000 de varios paises.

    abraços

  10. Nikollas Ramos disse:

    Telsi, isso sim é uma coleção. Já pensei em começar algo parecido mas colecionar é sempre algo trabalhoso. Se um dia for publicar esse rico acervo, não deixe de me avisar, por favor.
    Abraços e feliz 2010, Nik.

  11. autoxbr disse:

    Tinha algumas dessas revistas em casa com vários anúncios de carros antigos, nesta época pneu sem câmera era novidade.

  12. Daniel disse:

    Quando adolescente no início dos anos oitenta, morava com meus tios, eles tinham em casa uma coleção quase completa de seleções de 1948 a 1970, li todos, tenho muitas saudades porque saí da casa de meu tio e a coleção se perdeu, adorava ler a seção de livros condensados ao final de cada número.
    Os anuncios eram realmente incríveis.

    Abçs

  13. A Carlos Berardi Jr disse:

    Achei o seu blog procurando “Seleções” no google… Lindo. Tenho praticamente todas as revistas do período 1949-1969, ainda não contei, mas preciso abrir espaço e me desfazer delas. A maioria está muito bem conservada, mas há várias que estão danificadas pelo tempo. Tenho fotos. Vc conhece alguém que esteja disposto a comprar ? Faço R$ 1,00 por exemplar mas aceito contra-ofertas… Estou em São Paulo, capital, zona sul, próximo ao aeroporto de Congonhas. Prof. Berardi.

  14. alfredo souza filho disse:

    rever carros antigos me fais lembrar al passado nos tempo que eu dirjia um ford

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s