Dort dealership, Los Angeles, 1917

Se você já conhecia os automóveis Dort, parabéns, eu ignorava sua existência. Mas minha enciclopédia aqui na estante ao lado conhece, de onde eu extraio os ensinamentos a seguir. Veja que interessante.

“Em 1886, J. Dallas Dort, um empregado de uma loja de ferragens, investiu U$1.000.00 na metade da recém fundada empresa de carruagens Durant-Dort, que rapidamente se tornou a maior da América, produzindo 150.000 veículos em 15 fábricas. Este grupo entrou no ramo automotivo em 1903 com os automóveis Buick. Dort começou a produzir carros com seu nome em 1915. Os primeiros Dort tinham motores Lycoming de quatro cilindros e 2.720cc. O Dort Model 11 de 1918 tinha um motor maior, também Lycoming, porém de 3.146cc e uma embreagem operada apenas por um pedal, além do freio de estacionamento. Havia ainda um freio de emergência. A linha de 1921 foi remodelada com um formato angular de radiador. Este radiador, por suas vez, foi substituído por um radiador redondo de níquel alguns anos mais tarde. Um motor seis cilindros com válvulas na cabeça e 3.205cc passou a fazer parte da linha em 1923 e tornou-se o único disponível em 1924.”

E mais minha enciclopédia não diz. E acho que mesmo assim os portugueses que a editaram se enganaram. Durant investe na Buick em 1904 e não 1903, pelo que me consta, mas isso não é grave. Li aqui que Dort, seu sócio de primeira hora, chegou a ser vice-presidente da General Motors, mas os laços entre ambos se desfez em 1915, quando Dort começa a fabricar seus próprios automóveis. Em 1924, os altos custos de desenvolvimento e distribuição impõem o fechamento da Dort Motor Car Company. Seu fundador, Josiah Dallas Dort, falece no ano seguinte.

Dort é, ao lado de Durant e outros nomes mais conhecidos, um dos pioneiros da indústria do automóvel nos EUA, tendo sido reconhecido como tal ainda em vida. Em Flint, Michigan, seu nome faz parte da histórica local. O curioso é que eu descobri essa história toda, inclusive a existência do sócio do Billy Durant, que eu desconhecia pelo nome, através de uma fotografia perdida em uma biblioteca pública dos EUA. Acessível pela internet, de graça, do aconchego da minha cadeira. Por coisas pequenas como esta é que eu morro de inveja dos vizinhos de cima.

A foto, a segiur, é cheia de referências e informação, um passeio no tempo e raro descanso para a cabeça.

dort_dealership_1917

Anúncios

3 comentários sobre “Dort dealership, Los Angeles, 1917

  1. Nanael Soubaim disse:

    Radiador de níquel que, por pouco que seja, melhora a troca de calor, e válvular no cabeçote, que melhora o fluxo de gases e com isto a aceleração do carro. Mais ou menos como usar um cabeçote de duas velas por cilindro e comando variável em um Mille.
    Me pergunto quantas marcas pereceram precocemente sem que saibamos de sua existência e que avanços hoje banais nos legaram.
    Pior, me pergunto quantas marcas tentaram vingar no Brasil e das quais quase ninguém tem conhecimento.

  2. Nikollas Ramos disse:

    Nanael, lá fora eles sabem direitinho quantas foram, pelo menos nos EUA. Foram mais de 4 mil, se nõa me engano.
    O link exato pra esta conta eu não achei aqui, mas por este você começa a andar, se quiser. Assim que eu achar a relação completa, te mando. Tenho grande interesse pelo assunto.
    Abraço e seus comentários são sempre bem-vindos.
    Nik.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s