Classic Show, que blog é este?

classic_show_detalheVoltava eu ontem de Águas de Lindóia e, folheando meu exemplar da Classic Show, me chamou a atenção a carta de um leitor da revista indignado com um blog na internet que está caprichando nas críticas à Revista. O leitor não cita a fonte e nem os Editores da Revista se preocuparam em conhecê-la, reafirmando o caráter parcial e tendencioso desta publicação. Assim, negaram aos seus ditos 30.000  leitores o direito de conhecer uma opinião divergente da deles. Por um instante eu pensei que, a julgar pelo que escrevi aqui uns meses atrás, este tal blog bem que poderia ser o meu… Será? Não acho possível! Mas, se você ainda têm estômago para o assunto Classic Show, clique no link abaixo para ler uma opinião diferente da dos Editores da Revista que te dá um Cadillac vermelho.

Assim, aproveito o espaço que a Revista deu à uma crítica anônima e não confirmada ao seu trabalho, para reiterar as minhas, públicas e assinadas.

Uns meses atrás, eu publiquei um comentário ainda bem atual, sobre a qualidade editorial e gráfica da Revista Classic Show, como você pode ver clicando neste link aqui. O tema não deve ter interessado a muita gente, passou desapercebido. Se você ler o que foi escrito então, vai entender minha preocupação sincera com a qualidade do que a Revista vêm entregando nas bancas. Entre outras sugestões, disse que seus Editores deveriam se preocupar com a linha editorial e a qualidade dos seus textos, e, como forma de ainda valorizar mais seu trabalho, que contratassem um designer para melhorar o projeto gráfico da Revista. Aliás, por uma destas concidências, esta sugestão foi atendida, pois na Edição de Lindóia é visível que eles inauguraram uma nova identidade visual, caprichando no recorte das imagens e tipologia, como se vê na bela página dupla sobre os Impalas (34 e 35) e nas que tratam do Museu Matarazzo (46 a 53). Como dito, um pouco de capricho e tudo fica mais agradável, fácil de se ler. Parabéns, Editores da Classic Show.

Assim, sem atrair comentários muito relevantes, resolvi não me preocupar mais com o assunto Classic Show, até que um dia, pensando sobre o significado de se sortear um Cadillac 1975, achei que alguém precisava dizer do que realmente se trata aqui.

Quando escrevi este segundo post, “Quem quer um Cadillac 75? Eu não!”, achei que seria solenemente ignorado como antes, mas me enganei. Um bom tempo depois de escrito, alguns leitores deste blog e anunciantes da Revista, sem compromisso com a lógica do raciocínio apresentado e sustentado aqui neste espaço nos últimos meses, me atacaram por todos os meios e artifícios, na tentativa de desqualificar argumentos que hoje são ainda mais atuais e necessários do que antes. Afinal, a Revista que publica uma carta como a do leitor Aramis Prata e se satisfaz com a crítica de que é o “anti-Cristo” sem se preocupar em buscar a fonte e checar o que foi efetivamente escrito, não é, me desculpem, uma Revista séria. Se fosse, ou não teria perdido seu tempo publicando uma carta destas ou teria, como manda a cartilha do jornalismo, ouvido o outro lado da história, no caso, o iracundo blog citado que eu nem imagino qual possa ser, infelizmente.

Assim, peço, na qualidade de leitor da Classic Show, que os Editores da Revista digam que blog é este, pois que eu gostaria de saber o real teor das críticas que foram feitas.

De início, achei que o leitor poderia estar se referindo ao meu blog aqui, mas acho que não. Afinal, só um mau leitor interpretaria meus inúmeros argumentos e explicações como não sendo interessados no sucesso e êxito da Revista; se não, do que, afinal, estamos falando aqui? Vejamos.

A Classic Show adotou sim uma linha comercial em detrimento da editorial, como se ambas não pudessem coexistir. Optou por cuidar mais dos anúncios e anunciantes do que dos seus artigos, textos e projeto gráfico, em que pese o fato deste ter sofrido uma agradável melhora na última edição, os textos ainda são ruins e, como citou o leitor deles em sua carta, até que realmente parecem fruto de tradução via web, posto que sem a fluidez e suavidade de um bom texto escrito.

Depois eu escrevi mais, que sortear um Cadillac é algo inútil para o nosso antigomobilismo, mas útil aos anunciantes da Revista, provavelmente o ligado à importações de veículos antigos, negócio em mau momento, como se sabe inclusive pela leitura de uma matéria ridícula e oportuna sobre o assunto (índice Barret-Jackson?, nunca ouvi falar. Quem audita? Os mesmos do Lehman Brothers e do City? Rentabilidade de quanto??? Piada…).

Afinal, nem para a Revista ter uma foto do sorteado com as chaves do Cadillac na mão e publicá-la na capa da próxima Edição parece que serviu tanto esforço.

Eu tomava uma cervejinha na segunda a noite, no trailler (Turiscar?) que fica logo atrás do local do sorteio, em Àguas de Lindóia, quando fui despertado pelo sempre excitadíssimo apresentador-repórter-arroz-de-festa Auê Ferreira e seu microfone  (“muito bom estar aqui, ter vindo da América, estar entre amigos, amo Lindóia” e mais um Cadillac de blá-blá-blá), que foi para lá para sortear o azarado do ganhador do Cadillac. Escolhido o cupom e lido o nome do ganhador, eis que descobrem que ele já ia longe a caminho de casa, nem esperou o sorteio o felizardo. Fez bem,  pensei, enquanto tomava o último gole e me dirigia para o hotel, deixando para trás mais um grande evento e muita saudade, e o Auê Ferreira tentando achar o sujeito pelo celular. Vai dar uma grande foto, com certeza.

Assim, não me interessa mais ser leitor de uma Revista parcial como se mostra a Classic Show. Que desserviço me presta agindo desta maneira. Matérias com índices financeiros para ludibriar investidores? Vocês são uma revista sobre carros antigos ou mecado de capitais? E desde quando nossa paixão pode ser medida em 30 moedas de cobre? A Classic Show é hoje o Domingão do Faustão do antigomobilismo brasileiro, em seu pior sentido e conotação possíveis. Não podem, nem devem, nem merecem, serem levados a sério.

Por favor corrijam a conta, agora vocês têm 29.997 leitores.

Nikollas Ramos.

p1020739

Anúncios

11 comentários sobre “Classic Show, que blog é este?

  1. Guilherme Gomes disse:

    Olá Nik, como tem passado?
    Ainda não peguei a minha Classic, mas achei bastante graça nessa notinha. Um tanto suspeita, é claro.
    Tentei identificar de onde saiu esse trechinho reproduzido, mas não achei.
    “Anti-cristo” pra ateu é o que?
    o leitor, apesar da “velha guarda” deve ainda estar engatinhando nos assuntos antigomobilísticos, pois se possui alguma experiência no assunto, deve saber que a Revista não está para o antigomobilismo como Cristo está para a humanidade. Ao pé da palavra, um ignorante.

    Depois a gente conversa mais, tenho aula!!
    abraço.

  2. Luís Augusto Malta disse:

    Nik,
    Minha opinião também está no link e é muito semelhante à sua. Agora, definir a tal revista como o Domingão do Faustão do antigomobilismo foi coisa de gêhio! Assino embaixo de cada palavra sua!
    Abraços

  3. Felipão disse:

    Concordo com vcs. Ainda mais que ninguém deve se julgar acima do bem e do mal dessa maneira, achando que sua opinião é a única a ser considerada. As vezes, foram eles mesmos que fizeram a tal carta…

    Abração, Nick!!!

  4. Francisco disse:

    Eu tb fiquei meio que sem entender muito a matéria….diga lá quem é o pai da criança e pronto….agora estamos aqui meio perdidos tentando fazer o “teste de paternidade” aquele famoso DNA e não podemos. Tem coisas que a gente deve relevar e nem comentar….

  5. Ana disse:

    Olá.
    Trabalho na edição da revista Autos e Cia, com expressiva circulação no extremo sul da Bahia. Temos interesse em estabelecer parceria com seu blog, publicando matérias e imagens. Por gentileza, entre em contato.

    Att
    Ana Gouvêa

  6. Fred Barros disse:

    Já escrevi lá no post antigo, mas transcrevo aqui:

    Olha, a discussão é útil, foi enriquecida por bons comentários mas poderia ter contado outros aspectos menos, digamos, pessoais. Há muitos aqui defendendo um ponto de vista egoísta, o que é desnecessário. A revista não é tão ruim, mas também mudou bastante. Vendeu sua linha Editorial a meia dúzia de empresas. Quem quiser, faça uma melhor ou, como eu, leia outras fontes.
    Quanto ao seu novo post, sobre a edição de Lindóia…. bem, vamos dizer que terminou como o Domingão do Faustão: é um prenúncio amargo de uma segunda feira chata para a CS.
    (Quem não leu: https://carrosantigos.wordpress.com/2009/04/22/classic-show-diga-que-blog-e-este/)
    Mesmo assim, parabéns pelo blog e esforço. Está fazendo a diferença – vide a cartinha plantada pelos donos da Revista Classic Show, como se de um leitor fosse. Quando li isso em Lindóia, enquanto aguardava o chatonildo do apresentador dar seu recado manjado, me diverti pensando no que seria dito aqui. Acho que ainda cabe mais. Muito mais.
    Abraço, F.

  7. Omlesno Drietsh Kuln disse:

    Olá!

    Sou antigomobilista. Possuo 136 veículos antigos de várias décadas.
    Acho que este “debate” não contribui para fortalecer o antigomobilismo.
    Chamar os sujeitos de “Faustão”…
    Chamar o apresentador de “auê”…
    Parece que o amigo está empreitado mais em atacar do que enrriquecer o antigomobilismo.
    Acredito sinceramente que a tal revista nasceu de forma muito amadora e cresceu insustentável, mas daí a chamá-los de desonestos não está correto.
    Convido o amigo a conhecer minha coleção para que entenda o que realmente interessa para o antigomobilismo. Quem sabe eu não o presentei com um auto da década de 40!
    O importante não é criar inimigos (como fazem os políticos) e sim levar o antigomobilismo como uma força do bem.
    O meu primeiro auto ganhei de presente, e hoje são 136. Se eu tiver que presentear alguém com um dos meus com a certeza que dalí o verdadeiro antigomobilismo se ramificará, eu o farei (novamente)
    Vejo que o amigo escreve bem. Use esta energia boa para escrever sobre coisas técnicas sobre modelos raros (por exemplo)
    Se tiver interesse em conhecer uma coleção impecável (todos novinhos e funcionando) poste que eu enviarei convite.

    Abraço,

    Omlesno D K

  8. Carros Antigos disse:

    Prezado ODK,
    Espero que você venha debater e não aproveitar para propagandear ceras automotivas, remédios e outras coisas que outros sempre tentam, a partir de um comentário amistoso e aprovado.
    De qualquer maneira, seja bem vindo. Fale-nos um pouco mais sobre sua coleção. Se quiser mandar fotos, para serem publicadas ou não, o email é blogcarrosantigos@gmail.com e eu vou deixar para um segundo momento mais esclarecimentos sobre essa discussão.
    Abraço, Nikollas.

  9. Omlesno Drietsh Kuln disse:

    Prezado Nikollas,
    Não tenho interesse em vender ou comprar nada; lamento, porém que você adote a postura de “poucos amigos”.
    Não voltarei a importuná-lo: it’s a mistake!

    Atenciosamente,
    Omlesno D K

  10. Carros Antigos disse:

    Êpa, me entendeu errado, prezado.
    Algumas pessoas querem aproveitar o espaço dos blogos para vender produtos, uma destas pragas da internet. Apenas desconfiei que, usando um nome absurdo destes e ainda se candidatando a dar um carro antigo para alguém, você poderia ser um destes. Se não é, não ha motivo para se ofender.
    Reconsidere em venha nos falar um pouco sobre sua experiência, que deve ser ampla, com automóveis antigos, por favor. Seus comentários estão abertos e não exigem aprovação.
    Fraternalmente, Nik.

  11. Gustavo disse:

    E tem gente que acha Walfredo (Walfredo Gustavo, sou eu) um nome esquisito…

    É Nikollas, mas um que se vangloria de ter um monte de carros…. para isso a gente nem precisa sair de Niterói.

    Abração,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s