Arquivo da categoria: Revista “Carros à Vista”

Revista Carro à Vista – nº 32

No ritmo em que eu publico estas poucas edições da Revista Carro à Vista que tenho, meus herdeiros vão ter que terminar a empreitada por mim. Ouviu, Tales?

Segue um dos meus números favoritos, o 32, de Setembro de 1959.

Leio esta revista e me pergunto à quanto tempo não leio algo parecido. Não é, acredito, por que os Editores sejam maus ou por que os leitores sejam medíocres, hoje em dia. É antes por que uma boa revista sobre qualquer assunto não deveria ser exclusiva dele nem tratada por mentes abotoadas numa casca de noz. É como uma saborosa torta de limão: ela não é feita só de limão; se fosse, quem a comeria?

Nesta edição, que acaba de chegar às bancas de todo o universo, diversas matérias interessantes. Minha favorita, como sempre, é a “Bolsa Motorizada” com o preço dos automóveis e a peculiar parte “Autênticos Abacaxis até 1950″!

Na torta, o limão é secundário. No máximo uma raspa de siciliano por cima e basta. Além disso, ninguém suporta.

Continue lendo

Revista Carro à Vista – Nº29

Desculpem a demora, mas segue o segundo volume da Revista Carro à Vista, nº 29 de junho de 1959.

A anterior e primeira que compartilhei, é de 1956 e por isso acho que, na minha organização, pulei alguns números pois acho que tenho outras de antes de 1959.

Não faz mal, isso será corrigido no futuro. Quando, Deus sabe. Mas um dia eu compartilho tudo.

Abraço, Nik.

Continue lendo

Revista Carro à Vista – Nº3

Já contei em outro lugar como alguns exemplares (uns 20) da Revista Carro à Vista vieram parar nas minhas mãos.
Desde que tomei pé da raridade da coleção decidi escanear toda ele e fazer duas coisas: publicá-las aqui no blog e em seguida doar para a Biblioteca Nacional o conjunto.
Não fiz nenhuma das duas cosias até, exceto publicar pedaços do primeiro e segundo números. Por falta de quase tudo, deixe de lado a idéia que me voltou à consciência, essa maldita, esta noite.
Pessoas já me cobraram aqui no blog para disponibilizar esse conjunto e eu sempre deixando para depois.
Assim, hoje eu dou o primeiro passo para compartilhar o que tenho e certamente é uma grande contribuição para pesquisa, entretenimento e conhecimento da história do automóvel. Principalmente no Rio de Janeiro dos anos 50.
Este é o exemplar mais antigo, de número 3, de novembro de 1956. Há matérias muito interessantes com um viés nacionalista, progressista, como é o caso da inauguração da planta da Mercedes no país. Em 56 se iniciava o governo de Juscelino Kubitschek e o país entrava num ciclo de esperança, otimismo e progresso.
Eis pois o exemplar mais antigo que tenho, na próxima semana vai outro. Vejam se o tamanho, compressão e resolução das imagens estão de acordo com o uso e, qualquer coisa, escrevam. Abraço, Nik.

Continue lendo

Batendo papo, 1959

Eu andei vendo as fotos que o Mahar publicou do encontro do Veteran do Rio de Janeiro, no Forte de Copacabana no último domingo, e a palavra que me ocorreu foi melancolia.

E na mesma hora, sem saber o motivo, me lembrei desse editorial da Revista Carros à Vista.

E veja a data em que isso foi escrito. Esse país não se reinventa, não é mesmo?

Rio de Janeiro, o paraíso das Cadillacs.

Este artigo veio da “Revista de Automóveis”, que era editada aqui no Rio mesmo, edição de maio de 1954.

A revista, para quem não conhece, não tem paralelo em qualidade com nenhuma outra publicação sobre automóveis, sejam novos ou principalmente os antigos, entre as que se compra em bancas de jornais hoje em dia. Nenhuma!

Muito bem produzida, tinha uma linha editorial um pouco diferente de sua rival de então, a “Carros à Vista” da qual já publiquei vários artigos aqui. Sei que o amigo Guilherme têm alguns exemplares e, quem sabe agora que ele comprou um scanner, não veremos aflorar grandes artigos desta revista no Blog AVA?

Eu só tenho este exemplar, apesar de não ser difícil de encontrar alguns outros pelos sebos do Rio. Em Ipanema recentemente foi vendido em uma livraria uma coleção inteira, completa, mas por 50 reais a unidade. Coisa para gente fina, como se vê.

Aliás, falando em coisa fina, esta é a melhor matéria da edição em questão. Prova por A+B que o Rio de Janeiro, em 1953, ano da pesquisa sobre automóveis licenciados na capital federal, era não só a capital dos conversíveis como também o paraíso dos Cadillacs. Eles simplesmente só perdiam em quantidade para Fords e Chevrolets, ficando à frente dos Dodges, Chrysler, Morris, Buicks e por aí vai.

Não deixe de ler, é um artigo e tanto, um retrato meticuloso de uma época de ouro deste país. Boa leitura.

Parte com o demônio!

O mágico Kalanag pensou que o Rio de Janeiro seria uma boa praça para descolar um dinheiro com os ricos entediados. E não é que acertou?

kallanag_2

Convenhamos: dirigir pela Rua Sete de Setembro, às 5 da tarde com os olhos vendados e recebendo instruções telepáticas do guarda Francisco não é coisa do demônio! Imprimir isso numa revista é que é!

Matéria extraída da “Revista Carros à Vista”, Rio de Janeiro, edição de 1956.

kallanag

kallanag_6

Quem será Glória de Vos? E as “girls”…?

kallanag_3

Para ler a página inteira, clique na imagem abaixo.

revista_carro_vista_29

Raid de Niterói a Araruama, 1956.

Niterói é minha cidade natal e onde moro. É um lugar muito bonito e rico em tipos humanos. Por isso não é surpresa o raid à vizinha Araruama, em 1956, organizado pelo Moto Clube do Brasil e o de Niterói, dos quais eu infelizmente nunca ouvi falar.

det_01

Mesmo assim, que passeio deve ter sido este. A primeira foto (que se vê na matéria, mais abaixo) me parece ter sido clicada na saída do raid, ainda em Niterói talvez na Alameda São Boaventura, por intuição, palpite. A estrada até Araruama ainda é muito bonita, com a serra no meio do caminho e que deve ter sido um baita desafio para quem estava disposto a colar o punho mesmo, e deixar para curtir a paisagem só na volta. Se você é de Niterói, os nomes dos corredores te dizem algum coisa? Para mim não e isso é um pouco frustrante.

det_03

A matéria completa segue abaixo, em duas páginas. Clique para ampliar.

revista_carro_vista_16revista_carro_vista_17

Matéria extraída da “Revista Carros à Vista”, edição de 1956. As outras matérias estão aqui, neste link.

Abaixo, um dos muitos anúncios que povoam as páginas desta revista, da oficina “Peruzzo e Zambello Ltda.” em São Paulo, especializados em Fiat, Lancia, Simca e Ferrari. Imagino o que eles faziam na época. Alguém saberia mais sobre eles, quem foram e se seus descendentes ainda estão no mercado?

det_02