Arquivo da categoria: Lindóia 2009

Lindóia 2009 – Oldsmobile na Dutra

Vontando de Lindóia, na terça, encontramos este Toronado na Dutra, ainda no trecho de São Paulo.

Este Oldsmobile estava à venda no encontro do ano passado, mas parece que agora encontrou abrigo em uma garagem do Rio de Janeiro, fazendo a mão inversa do que se viu nos últimos anos, quando o Rio se tornou um estado doador de grandes e belos automóveis para as melhores coleções do Brasil, principalmente, claro, São Paulo.

Muito agradável ter sido testemunha disso, um Olds voltando para casa. Touché!

Para ver os outros posts e fotos de Lindóia 2009, clique aqui.

revista_carros_antigos_09revista_carros_antigos_11revista_carros_antigos_10

Lindóia 2009 – Ford 1936

Este Ford nesta carroceria é o máximo da elegância. Restaurado assim, nesse vermelho incandescente, fica muito difícil fingir que estamos calmos quando é visto pela primeira vez. O ano deste Ford eu acho que é 1936. Abaixo, porém na carroceria de 5 janelas, um modelo 1935 em foto de época. Aqui em cima da página, no cabeçalho do blog, parte da foto do staff de uma concessionária Ford da mesma época.

É para você pensar em como estamos todos, em diversos países e épocas, ligados pelo automóvel, no caso um Ford vermelho!

Para ver os outros posts e fotos de Lindóia 2009, clique aqui.

encontro_lindoia_2009_1441encontro_lindoia_2009_143

1935-1936-ford-5-window-coupe-on-the-farmford_30

Lindóia 2009 – Detalhes da festa (2)

Como se diz, Deus mora nos detalhes. O que mais me provoca o pensamento, em Lindóia, é olhar para uma bandeja de peças do Trovão ou do Helinho, com centenas de coisas como botões, emblemas e frisos, e imaginar que cada uma veio de um carro diferente e qual seria este. Que por sua vez têm todos uma história, um primeiro dono, uma família, e por aí vamos. Coisa de doido.

Para ver os outros posts e fotos de Lindóia 2009, clique aqui.

encontro_lindoia_2009_107encontro_lindoia_2009_108encontro_lindoia_2009_109encontro_lindoia_2009_110encontro_lindoia_2009_111encontro_lindoia_2009_112encontro_lindoia_2009_113encontro_lindoia_2009_114encontro_lindoia_2009_115encontro_lindoia_2009_116encontro_lindoia_2009_117encontro_lindoia_2009_119encontro_lindoia_2009_120

Lindóia 2009 – Plymouth Barracuda 1965

Eu acho que escutei, durante a premiação dos hots em Lindóia, que este Plymouth Barracuda havia sido importado recentemente, não tenho certeza. Se sim, veio coroar a já ilustrada coleção de Mopars que o Brasil já têm, vide o último Nationals. Para mim, é um carro de muito significado, pois há muitos anos admiro as curvas deste verdadeiro fastback, aliás, nisso muito semelhante ao raro Charger 1966 que também estava em Lindóia este ano. Só que o Barracuda ganha no quesito “visibilidade traseira” com este vidro absolutamente fantástico e elegante. Parabéns ao dono. Eu, como sonho com este carro há muitos anos, cometo a deselegância de deixar aqui duas sugestões de faixa que bem poderiam enfeitar este bólido no futuro. Quem sabe?

Brincadeiras de lado, é um carro raro. O Barracuda foi lançado em 1964 com motores 6 e 8 cilindros, seguindo as linhas do inconfundível Foward Flair design, introduzido em 1962, que remodelou os carros da Plymouth tornando-os muito bonitos e elegantes e talvez à frente de sua época. No ano de lançamento, o Barracuda custava US$2.375,00 e dele foram fabricados apenas 23.443 unidades, muito pouco para os padrões americanos. No ano seguinte, o deste que estava em Lindóia, produziu-se mais um pouco, 64.596 unidades, o bastante para colocar este Plymouth no panteão dos carros raros e exclusivos.

Para ver os outros posts e fotos de Lindóia 2009, clique aqui.

encontro_lindoia_2009_1351encontro_lindoia_2009_136encontro_lindoia_2009_137encontro_lindoia_2009_138encontro_lindoia_2009_139encontro_lindoia_2009_140encontro_lindoia_2009_141encontro_lindoia_2009_1422006-7-19_plym65cudaweb-large65_barracuda_rear_high

Lindoia 2009 – Lucky friends!

Foi um quase acidente, ainda bem que era uma caminhonete, pois se um carro pequeno seria trágico. Não sei se isso já havia acontecido antes em Lindóia, mas o plano inclinado do terreno, a grama, carros antigos e com o motor frio, são uma combinação de fatores que podem causar um grave acidente. Desta vez, ainda bem, foi só um susto.

A caminhonete Ford abaixo, se não me engano, é da turma dos “Lucky Friends Choppers Garage”, que eu conheci neste dia, através do Flavinho e do Meira. Realmente, lucky friends…

Para ver os outros posts e fotos de Lindóia 2009, clique aqui.

encontro_lindoia_2009_106encontro_lindoia_2009_105encontro_lindoia_2009_104

Lindóia 2009 – FN Légère de 1913

Depois do Kiblinger e do Packard, Lindóia me concedeu mais esta oportunidade de ver – e tocar – em uma raríssima motocicleta belga, fabricada pela Fabrique National de Herstal (FN) em 1913. Esta é de apenas um cilindro, mas o dono têm outra, idêntica, porém com quatro cilindros em linha. Esta motocicleta foi, segundo o dono, muito pouco usada, tenho sido importada para uma loja da região de Santos Dummont em Minas Gerais e raramente utilizada. Inclusive pela dificuldade em ser dirigida, suponho.

Ele, o dono, gentilmente me explicou muito sobre o complexo uso e funcionamento desta motocicleta, que foi de vanguarda em sua época, inclusive por usar cardan e não correntes, mas honestamente não guardei muito – é muito diferente do que conheço por motocicleta. Prefiro deixar você com as fotos, este site formidável que conta a história das motocicletas FN e o site do dono, que mantém o interessantíssimo Museu Duas Rodas, aqui mesmo no Rio de Janeiro e que eu desconhecia, mas que ainda visito este ano.

Para ver os outros posts e fotos de Lindóia 2009, clique aqui.

encontro_lindoia_2009_088encontro_lindoia_2009_098encontro_lindoia_2009_091encontro_lindoia_2009_103

Para ver as outras fotos desta motocicleta fantástica, um pedaço eloquente de história, clique no link abaixo. Depois do pulo, vêm o mergulho.

Continue lendo

Lindóia 2009 – Packard 1951 Convertible

O Encontro de Lindóia é o laboratório de anatomia da faculdade de medicina dos carros antigos.

Veja o caso deste Packard 51. Eu nunca tinha visto um. Como este foi importado dos EUA nesta condição, digamos, especial, e estava lá justamente no setor de carros à venda, eu pude colocar a mão nele à vontade, sem culpa nem medo de danificar a propriedade de alguém. Com isso, aprendi qual o tato da lata de um automóvel tão bonito quanto este.

Lendo aqui, aprendi que o novíssimo desenho dos Packard de 1951 foi tão bem recebido pelos consumidores que foi eleito então o melhor design automotivo do ano pela Society of Motion Picure Art Directors. Na segunda foto, como ele vai ficar depois de restaurado pelo futuro dono.

Desejo a ele sorte e paciência. E que daqui algum tempo tenha a generosidade de exibir o carro pronto em Lindóia, novamente.

Para ver os outros posts e fotos de Lindóia 2009, clique aqui.

encontro_lindoia_2009_066encontro_lindoia_2009_069encontro_lindoia_2009_0671encontro_lindoia_2009_068encontro_lindoia_2009_071encontro_lindoia_2009_073encontro_lindoia_2009_0741encontro_lindoia_2009_075encontro_lindoia_2009_078encontro_lindoia_2009_079encontro_lindoia_2009_082encontro_lindoia_2009_0831encontro_lindoia_2009_084encontro_lindoia_2009_0861encontro_lindoia_2009_072